'Tem que vender essa porra logo', diz Paulo Guedes sobre Banco do Brasil

Em reunião com Bolsonaro, Guedes defende venda do Banco do Brasil Foto: Marcos Correa / Divulgação 22/04/2020
Na reunião ministerial de 22 de abril, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo faz "o que quer" com a Caixa Econômica Federal e o BNDES. Já no Banco do Brasil, "a gente não consegue fazer nada" e "tem um liberal lá", o presidente Rubem Novaes.

— O Banco do Brasil não é tatu nem cobra. Porque ele não é privado, nem público. Então se for apertar o Rubem (Novaes, presidente do banco), coitado. Ele é super liberal, mas se apertar ele e falar: "bota o juro baixo", ele: "não posso, senão a turma, os privados, meus minoritários, me apertam". Aí se falar assim: "bota o juro alto", ele: "não posso, porque senão o governo me aperta". O Banco do Brasil é um caso pronto de privatização.

O presidente Jair Bolsonaro reage dando risadas.

— É um caso pronto e a gente não tá dando esse passo. Senhor já notou que o BNDES e o.... e o... e a Caixa que são nossos, públicos, a gente faz o que a gente quer. Banco do Brasil a gente não consegue fazer nada e tem um liberal lá. Então tem que vender essa porra logo — completa Guedes.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal