Decotelli não resiste e pede pra sair

O professor Carlos Alberto Decotelli da Silva entregou nesta terça-feira (30) seu pedido de demissão do Ministério da Educação. A saída ocorre cinco dias depois de ter sido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. É uma reação ao desgaste provocado pela exposição na imprensa de uma série de controvérsias em seu currículo. Decotelli foi escolhido para assumir o MEC com a missão de “pacificar” a pasta. Isso porque tinha extenso currículo, e seu antecessor, Abraham Weintraub, acumulou polêmicas com Legislativo e Judiciário. Talvez tivesse habilidade para a missão, mas não resistiu a pressão e saiu.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal