Cresce o emprego na indústria moveleira em Bento

Economia - Produção de móveis gaúcha cresce 3,4% no primeiro semestre
O Ministério da Economia divulgou o saldo de empregos por segmentos nos municípios brasileiros e os números apontam um saldo positivo de 52 novas vagas de emprego em junho deste ano no setor moveleiro de Bento Gonçalves. O número ocorre após queda de 291 postos em abril e 117 em maio. No acumulado de janeiro a junho, o saldo ainda é negativo em 147 vagas quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Esses dados do Caged dizem respeito somente às indústrias localizadas no município de Bento Gonçalves e não a toda região, que contempla, ainda, os municípios de Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza. De qualquer forma, representam a expectativa de uma lenta retomada na atividade moveleira do polo.

A indústria de móveis ainda sente o forte impacto causado pela pandemia do novo Coronavírus no Brasil. As informações de faturamento no mês de maio mostram uma leve diminuição nas perdas para o polo moveleiro de Bento Gonçalves. No acumulado de janeiro a maio, entretanto, a queda ainda é bastante considerável. O faturamento do polo nos cinco primeiros meses de 2020 foi de R$ 656,9 milhões, queda de 7,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

O desempenho de 2020 vinha sendo positivo quando avaliados apenas os meses de janeiro e fevereiro e, antes da crise, a projeção era de crescimento nesse ano. Considera-se que março e abril tenham sido os piores da história para a indústria moveleira.

(Fonte: SindmóveisBG)

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal