Bike-Café a nova tendência entre empreendedores de São Paulo



O número de deslocamentos diários feitos por bikes vem crescendo a cada ano que passa. E agora com a pandemia do coronavírus, mais e mais gente, decidiu pela bike para sair e trabalhar. Serviços como o aluguel de bikes,e o aumento da malha viária exclusiva para bicicletas, nas cidades maiores e cuja topografia favorece, fizeram surgir empreendimentos voltados a atender quem decidiu trocar o carro pela bike.

Os bike-cafés, abundantes em cidades que prezam a locomoção sustentável, como Amsterdã, já pipocam no Brasil. Trata-se de locais que hospedam a bike enquanto você vai trabalhar ou fazer alguma coisa na região. Ou seja,o cliente deixa a sua bicicleta ali, toma um cafezinho ou come alguma coisa, descansa um pouco e vai para a sua reunião ou trabalho. É possível até tomar banho, oferecido pelo estabelecimento.

Em São Paulo, basta entrar no Aro 27 para perceber que o pessoal gosta mesmo de bike. Da decoração à equipe de baristas e oficina mecânica, tudo foi pensado para deixar os clientes – ciclistas ou não – bem à vontade. O local fica a 50 m da Estação Pinheiros do metrô/CPTM.

O cardápio é recheado de opções para o pessoal vegano e para quem come de tudo. Além disso, quem vai de bike tem desconto de 5% em qualquer item do cardápio. Entre os vários serviços e facilidades oferecidas ao pessoal que tem a bike a tiracolo, o que se destaca é o Park and Shower – pelo qual o cliente uma diária de R$ 9,90 e deixa a bicicleta o dia todo, além de poder tomar um banho quantas vezes precisar.

Fonte Sportlife

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal