Venda de vinhos segue em alta. Vinho de mesa domina



Foram vendidos 363,9 milhões de litros de janeiro a setembro, alta de 37% frente ao mesmo período de 2019. Os dados são da Ideal Consulting. Houve recorde de venda em julho deste ano. Foram 63,4 milhões de litros no mês, o maior número da série histórica iniciada em 2014. São 32% a mais que o recorde anterior, outubro de 2019.

Os números referem-se à venda de vinícolas para supermercados, lojas e restaurantes, somando importações. Captam, portanto, a formação de estoque e não a venda na ponta.

A fatia da bebida feita com variantes de uvas mais baratas é de 65% no período. Enquanto o vinho fino tem só 7%. A participação dos importados nas vendas caiu de 32% para 28% nos 9 primeiros meses de 2020.


Com conteúdo do Poder360

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal