Aos justos a vitória




Quando as eleições são livres e justas, há sempre vencedores e perdedores. A mensagem é para os perdedores. “Quem se vinga depois da vitória é indigno de vencer”, constatou Voltaire. Por isso não vou dirigir palavras para os perdedores. Alguns não sabem perder. Não com dignidade.

Terminada a campanha política em Bento Gonçalves, e eleito legitimamente o novo Prefeito, Diogo Siqueira, resta avaliar o que se passou nos últimos 45 dias. Apesar de um cenário de pandemia, que desafiou os melhores estrategistas políticos, a campanha foi intensa. Triste mesmo foi contabilizar, por inúmeras vezes, o lado obscuro da política.

Quando adversários entram numa disputa, legitimam suas regras e formatos. Mas aqueles que escolheram a mentira, o desrespeito, a fake news, os conchavos e a compra de votos, devem estar agora juntando os trapos. Estes, coitados, transformam adversários em inimigos e desqualificam a democracia em nome de suas frustrações. Mas não é curto o caminho de uma notícia falsa. A vitória exige certa dignidade.

A expectativa dos eleitores é por planos de governo. Vamos trabalhar.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal