IPCA sobe 0,93%, em março, e acumula alta de 6,10%, em 12 meses


A inflação oficial continua acelerada, embalada, principalmente, pela alta dos preços dos combustíveis, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta sexta-feira (09/04). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março subiu 0,93%, 0,07 ponto percentual acima da variação de fevereiro, de 0,86%. É a maior taxa para o mês de março desde 2015, quando foi registrada inflação de 1,32%, segundo o órgão. Em março de 2020, a variação do indicador foi de 0,07%.

No ano, a inflação oficial acumulou alta de 2,05% e, nos últimos 12 meses encerrados em março, de 6,10%, acima dos 5,20% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. 

Conforme os números do IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, seis tiveram alta em março. O de transportes registrou a maior variação, de 3,81%, após a alta de 2,28% em fevereiro, e o maior impacto (de 0,77 ponto percentual) no índice do mês. Em segundo lugar ficou Habitação, com alta de 0,81% e impacto de 0,12 ponto percentual. A alta de 3,81% em transportes na variação mensal foi puxada, principalmente, pelo aumento nos preços dos combustíveis, de 11,23%. A gasolina, com elevação de 11,26% em março, foi o item que exerceu o maior impacto sobre o índice do mês (0,60 ponto percentual), com variações que foram desde 6,32% em São Luís até 14,45% no Rio de Janeiro. Os preços do etanol (12,59%) e do óleo diesel (9,05%) também subiram, contribuindo conjuntamente com mais 0,11 ponto percentual para o resultado geral de março.

 

 

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal