Plano Temer


Pelo menos, ao que se noticia, o novo governo Temer tem aspectos que retratam o desejo e o pensamento de grande parte da sociedade. A última “boa notícia” é a intenção de privatizar 'tudo o possível' na infraestrutura. Um documento que é considerado um novo Plano de Governo, intitulado de “A travessia social” e composto por 17 páginas trata de temas como Educação, Saúde, Corrupção, Benefícios Sociais e Economia, e também faz um diagnóstico sobre os motivos que levaram o país à crise política e à recessão. Segundo o jornal O Globo, o documento cita que: “O Estado deve transferir para o setor privado tudo o que for possível em matéria de infraestrutura. Quanto às competências que reservará para si, é indispensável que suas relações com contratantes privados sejam reguladas por uma legislação nova, inclusive por uma nova lei de licitações. É necessário um novo começo das relações do Estado com as empresas privadas que lhe prestam serviços”. As concessões, privatizações e parcerias público-privadas estariam sob responsabilidade de um grupo técnico vinculado à Presidência da República. O novo órgão, inspirado no governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), deve ser chefiado por Wellington Moreira Franco, ex-ministro da Aviação Civil e de Assuntos Estratégicos no governo Dilma Rousseff. O grupo técnico seria responsável por deslanchar as concessões com investimentos estimados em mais de R$ 30 bilhões. Também ficará responsável por qualquer outro tipo de privatização ou até mesmo PPPs, mesmo que de outras áreas, como na saúde.

POSTAGENS MAIS VISITADAS