Treboll, de Flores da Cunha, sem queda na produção

Deu no JC
Na contramão do setor, Treboll opera próximo ao limite de sua capacidade. Enquanto a maioria das indústrias, de diferentes segmentos, passa por momentos de baixa produção e vendas, a Treboll Móveis administra situação totalmente oposta. A fabricante de móveis ocupa 95% de sua capacidade instalada no parque fabril de Flores da Cunha e projeta novo crescimento de faturamento para 2016, realidade com a qual convive nos últimos três anos, período em que acumula avanço de 60%. De acordo com Tobias Curra, diretor comercial, o planejamento é crescer em torno de 23%, aproveitando a variação cambial favorável e a conquista de novos mercados internos.Para alcançar a atual condição, a empresa iniciou mudanças há quatro anos, principalmente na governança, com incorporação de novos gestores, e investimentos em processos e equipamentos para elevar produção e qualificação dos produtos. Também alterou a estratégia comercial, antes focada quase que exclusivamente nas exportações, passando a atuar mais fortemente no mercado interno, que já participa com 20% da receita, atendendo principalmente a grandes redes do varejo. O gestor destaca, no entanto, que, neste ano, as vendas domésticas têm se mostrado mais retraídas, tornando-se difícil uma previsão do resultado final.Curra observa que a empresa também evitou concorrer em segmentos muito disputados, como de móveis seriados e sob medida.

POSTAGENS MAIS VISITADAS