Temer foi a Alagoas e Pernambuco dizer que o governo vai ajudar. Quando?

Diante dos estragos causados pela chuva em Pernambuco e Alagoas, o presidente Michel Temer fez uma viagem aos dois estados nesse domingo (28) para se reunir com gestores estaduais.Em Pernambuco, ele autorizou ações emergenciais, além de se comprometer a liberar recursos voltados a obras hídricas. Entre eles, está um empréstimo de R$ 600 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao governo estadual – que quer utilizar os recursos para retomar obras de barragens que serviriam para prevenir problemas como os registrados no fim de semana. Mais cedo, o presidente Michel Temer esteve em Alagoas, estado que também sofre com inundações, mortes e desalojados pela chuva. Quatro pessoas morreram soterradas e pelo menos mil precisaram deixar suas casas.O presidente chegou a Maceió no fim da tarde e se reuniu com o prefeito da capital, Rui Palmeira (PSDB), e com o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB). Ele também garantiu ajuda humanitária ao estado.

Em março deste ano, o governo federal fez o mesmo com relação aos prejuízos ocasionados pela tempestade que arrasou cinco bairros e o distrito industrial, em São Francisco de Paula. “A orientação do presidente foi para que fossemos ágeis nas respostas à população, no sentido de trazer tranquilidade e garantir que o governo federal prestará todo o apoio necessário”, disse o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. Só que até agora nada de dinheiro para o município.

Prestar solidariedade, manifestar apoio e conhecer os problemas, são sim tarefas honrosas de um homem público eleito pela população. Mas mais do que isso, é preciso resolutividade na destinação de recursos em auxílio aos municípios.

POSTAGENS MAIS VISITADAS