Montadoras se recuperam e vão investir R$ 15 bilhões

Em uma reversão nos ânimos de um setor que sofreu duro baque na crise econômica, oito montadoras vão colocar no país quase R$ 15 bilhões atê 2022, em um movimento iniciado em março. A Mercedes-Benz afirma que investirá R$ 2,4 bilhões nas fábricas de caminhões e ônibus, e a Volkswagen projeta crescimento de 40% nas vendas para os próximos quatro anos. Para Pablo Di Si, presidente da Volks no Brasil, a economia seguirá crescendo “e se observa um descolamento [dela] da política”. A Scania anunciou R$ 2,6 bilhões, e a Toyota, R$ 1 bilhão. GM, Volvo, Renault e MAN também divulgaram investimentos neste ano. As exportações ajudaram na reação: espera-se a venda recorde de 745 mil unidades no mercado externo em 2017. De 2013 a 2016, o setor sofreu com queda de 42% na produção, e mais de 35 mil postos de trabalho foram fechados. Para este ano, a Anfavea (associação dos fabricantes) estima que o setor possa chegar a 2,7 milhões de unidades produzidas, 500 mil a mais do que em 2016.

POSTAGENS MAIS VISITADAS