Bento vai ter usina para produção de energia a partir do lixo

A Prefeitura de Bento Gonçalves larga na frente e, em mais uma iniciativa de parceria público-privada (PPP), vai iniciar o estudo do projeto de implantação de uma Usina para tratamento e eliminação dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), que torna possível a transformação destes em energias alternativas. O Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) foi publicado no Diário Oficial nesta sexta-feira, dia 24.As empresas interessadas deverão se credenciar na Secretaria de Desenvolvimento Econômico em até 30 dias, sendo que após este prazo terão até 90 dias para apresentar suas propostas de projetos. As propostas serão analisadas pelo Comitê Gestor, no período máximo de 30 dias, para posterior publicação do edital para concessão do projeto escolhido.O Município cederá o terreno e os empreendedores irão construir e administrar a usina pelo prazo de até 25 anos, após este período, o patrimônio será incorporado aos bens da Prefeitura. 



Atualmente 1,3 milhões de toneladas de RSU são produzidos no município e, com a implantação da usina, os caminhões de lixo não vão mais precisar levar o material para o aterro sanitário localizado no município de Minas do Leão, economizando no transporte. Com a energia gerada pelo lixo incinerado, a Prefeitura deverá economizar aproximadamente R$ 8 milhões por ano. A tecnologia de obtenção de energia a partir da combustão de lixo vem sendo usada em mais de 30 países, especialmente na Europa, e é uma das mais interessantes para o tratamento de resíduo sólido.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS