Aécio é réu no STF; PSDB tenta se afastar do senador

A 1.ª Turma do STF aceitou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por corrupção passiva e obstrução da Justiça com base na delação do Grupo J&F. Aécio se tornou réu na investigação sobre supostas irregularidades no repasse de R$ 2 milhões de Joesley Batista. O senador também é acusado de tentar atrapalhar investigações da Lava Jato. “Terei oportunidade que não tive até aqui de poder provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos”, afirmou o senador, alvo de outros oito inquéritos no STF. Ontem, tucanos procuraram dissociar o episódio da conduta geral do partido. A preocupação é evitar que o desgaste atinja Geraldo Alckmin, presidente do PSDB e candidato ao Planalto. Alckmin disse que viu a decisão com tristeza e que Aécio terá oportunidade de se defender, mas “a lei é para todos” e a decisão do STF “precisa ser respeitada”. “Não existe Justiça verde, amarela, azul, vermelha, existe Justiça”, afirmou.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS