Nova derrota na justiça. Ministro Edson Fachin nega novo pedido para evitar prisão Lula

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou neste sábado um novo pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar a ordem de prisão dada pelo juiz Sergio Moro, na quinta-feira. Com a decisão, fica mantida a ordem de prisão decretada na última quinta.

Os advogados pretendiam que o pedido fosse julgado pelo ministro Marco Aurélio, relator de duas ações que contestam a prisão em segunda instância — fundamento que permitiu a prisão de Lula. Mas como a ação foi distribuída ao ministro Edson Fachin, que concentra as ações da Lava Jato na corte, ele deixou para a presidente da corte, Cármen Lúcia, decidir eventual controvérsia. No final da noite de sexta, ela determinou que cabe a Fachin decidir sobre o processo. As informações são da Veja.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS