Grupo Abril pede concordata

O Grupo Abril, que edita, entre outra publicações a revista VEJA e Exame, decidiu entrar com um pedido de recuperação judicial nesta quarta-feira, 15 de agosto.  A dívida submetida à proposta de recuperação judicial é da ordem de 1,6 bilhão de reais. O mecanismo da recuperação prevê um período de 180 dias em que a companhia não pode ser executada, para que a dívida seja renovada após a negociação da empresa com os credores. Os maiores credores são os bancos.

Para atacar os problemas que afetam o negócio, a família Civita, controladora do Grupo Abril, contratou recentemente a consultoria internacional Alvarez & Marsal para um trabalho de reestruturação organizacional.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS