Três candidatos à Presidência declararam patrimônio milionário

Seis candidatos a presidente já fizeram seus registros de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De todos, o que apresentou o maior patrimônio foi o engenheiro e administrador de empresas João Amoêdo, aposta do partido Novo. Ele declarou R$ 425 milhões em bens, um valor 265 vezes maior que os declarados por Ciro Gomes, do PDT, que possui o segundo maior patrimônio até o momento: R$ 1,6 milhão.

Em sua declaração, João Amoêdo afirma que, além de possuir R$ 380 milhões em investimentos e aplicações, ele é dono de seis apartamentos, quatro salas, dois terrenos e uma casa. Ele tem também cinco veículos e um barco.

confira os dados:

JOÃO AMOÊDO (Novo)
R$ 425.066.485,46
Vice: Professor Christian (Novo); ocupação declarada: cientista político; bens declarados: R$ 4.125.322,33

CIRO GOMES (PDT)
R$ 1.695.203,15
Vice: Kátia Abreu (PDT); ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 2.690.466,21

CABO DACIOLO (Patriota)
Não tem bem.
Vice: Professora Suelene Balduino (Patriota); ocupação declarada: professora de ensino fundamental; bens declarados: R$ 201.855,75

GERALDO ALCKMIN (PSDB)
R$ 1.379.131,70
Vice: Ana Amélia Lemos (PP); Ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 5.125.983,92

VERA LÚCIA (PSTU)
R$ 20.000,00
Vice: Hertz (PSTU); ocupação declarada: professor de ensino médio; bens declarados: R$ 100.000,00

GUILHERME BOULOS (PSOL)
R$ 15.416,00
Vice: Sonia Guajajara (PSOL); ocupação declarada: professora de ensino médio; bens declarados: R$ 11.000,00

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS