Ministro Floriano Peixoto vai para os correios

Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Floriano Peixoto deixará o cargo para assumir o comando dos Correios 26/02/2019

Bolsonaro decidiu exonerar o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, general Floriano Peixoto. Ele ficará com a presidência dos Correios, no lugar do também general Juarez de Paula. Essa é a segunda troca na Secretaria- Geral – Gustavo Bebianno foi demitido em fevereiro. Também é a quarta baixa entre os militares em 15 dias. Ainda não foi definido quem ficará no lugar de Peixoto.

Fica claro, que a cada troca de ministros o presidente passa o recado de que, quem não estiver de acordo com seu pensamentos e planos tá fora.

A mudança representa um rebaixamento para Floriano. Ao presidir os Correios, estará vinculado ao ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e e Comunicações.

Na semana passada, em café da manhã com jornalistas, Bolsonaro disse que demitiria o então presidente dos Correios por ele ter se comportado como "sindicalista".

A justificativa seriam seus gestos durante audiência pública na Câmara. Desagradou ao presidente o fato de o general ter tirado foto com parlamentares de esquerda e de ter dito que não haverá privatização dos Correios, como é planejado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governo ainda não definiu quem irá substituir Peixoto na Secretaria-Geral da Presidência. O nome do secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, está entre os cotados para o cargo.



POSTAGENS MAIS VISITADAS