Setor calçadista já pratica demissões em massa

2,5 mil profissionais do setor calçadista do RS foram demitidos ...
Atingida por um recente incêndio e pela pandemia do coronavírus, a fábrica de calçados da Beira-Rio, em Mato Leitão, no Vale do Rio Pardo, decidiu demitir 1,5 mil funcionários. Os trabalhadores irão realizar o encaminhamento dos processos rescisórios nos próximos dias.

A Usaflex, com sede em Igrejinha, demitiu cerca 180 funcionários na unidade de Dois Irmãos, na Encosta da Serra. Já a Luz da Lua demitiu 92 funcionários na sua unidade de Presidente Lucena, também na Encosta da Serra.

A Paquetá fechou a sua fábrica em Teutônia, no Vale do Taquari. Segundo a fabricante e varejista do setor de calçados, a produção do local foi redirecionada para outras unidades para redução de custos. A empresa já enfrentava uma crise financeira há alguns anos, pediu recuperação judicial em 2019 e, agora, enfrenta, como o restante do setor, os impactos da pandemia na economia. São 500 funcionários que devem ser demitidos, a imprensa chegou a noticia 1,5 mil, destes 130 já cumpriam aviso prévio desde março, quando foram comunicados da sua demissão. A empresa está em recuperação judicial.

A Federação Democrática dos Sapateiros do Rio Grande do Sul já contabiliza 5 mil demissões nas indústrias de calçados.

POSTAGENS MAIS VISITADAS