Governo do RS prepara retorno gradual para escolas

49942886532 8094cc736d k
O governador do RS, Eduardo Leite, anunciou na tarde desta quarta-feira (27) como será a retomada das aulas. O calendário terá cinco etapas, com o início já na próxima segunda-feira (1º), de forma virtual. As atividades para alunos de escolas estaduais serão realizadas em uma plataforma do Google para ensino remoto. Para famílias que não têm acesso à internet, professores repassarão material físico. Terão aulas virtuais até 37 mil turmas.

Um protocolo de saúde específico para o retorno das aulas está sendo organizado pelo governo do RS para entrar em vigor quando as aulas presenciais iniciarem. Conforme o governador, elas retornam "mais adiante", e a "Etapa 2" deverá ser anunciada no dia 15 de junho, com atividades a partir de 1º de julho. Nesta fase, conforme explicou o governador, devem retornar as atividades práticas existentes no ensino superior, como as de laboratórios. Também voltam a ser presenciais o calendário acadêmico de pesquisas e estágios superiores.

Para a tomada de cada decisão, o governo considera a capacidade de autocuidado do educando, o uso de aulas não presenciais, o número de alunos por turma, os recursos financeiros necessários para a adoção de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Além disso, também é analisado a complexidade do uso do transporte escolar, da circulação de pais e alunos nas escolas, a logística de refeitórios, a situação em que pais e alunos decidem apenas manter o ensino domiciliar, protocolos de saúde, sala de isolamento na escola para alunos que apresentem sintomas.

O novo método deve obedecer aos protocolos do Distanciamento Controlado do governo estadual e aos protocolos específicos que serão publicados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Além disso, um Comitê de Emergência será instalado nas escolas para monitoramento da execução dos protocolos de saúde.

Confira o calendário

Etapa 1

Início: segunda-feira (1º)
Ensino remoto para todos os níveis das redes pública e privada (nesta, muitas escolas já estão com atividades a distância)


Etapa 2

Início: 15 de junho
Começam aulas práticas essenciais para conclusão de curso no Ensino Superior, pós-graduações e técnicos, além de profissionalizantes, de idiomas, artes e similares


Etapa 3

Início: 1º de julho (depende do cenário da doença)
Volta às aulas presenciais de forma escalonada, começando, possivelmente, pela Educação Infantil, primeiros anos do Fundamental e o terceiro do Ensino Médio, devido à preparação para o ingresso na universidade


Etapa 4

Início: 3 de agosto
Definições serão divulgadas em 1º de julho


Etapa 5

Início: 1º de setembro
Definições serão divulgadas em 3 de agosto

POSTAGENS MAIS VISITADAS