Bento espera ter usina para transformar lixo em energia instalada ainda este ano

Será nesta segunda-feira, dia 8, que o Comitê Gestor das PPPs da prefeitura de Bento Gonçalves irá analisar se a documentação das sete empresas interessadas em instalar uma usina para o tratamento e a eliminação de resíduos sólidos urbanos e sua transformação em energia alternativa em Bento Gonçalves. Uma vez habilitadas as empresas terão um prazo de três meses para a apresentação do projeto. A intenção do poder público é definir uma parceria em que a prefeitura participa com a concessão de um terreno e a empresa vencedora construa a usina e administre o empreendimento por um prazo de 25 anos. Ao final do prazo, a usina passará a pertencer integralmente ao município.

Segundo o secretário do Desenvolvimento Econômico, Silvio Pasin., a previsão é que o edital para a construção da usina seja lançado em abril e que ela inicie seu funcionamento em dezembro de 2018. Atualmente, o município produz cerca de 1,3 milhão de toneladas de resíduos por ano. Com a energia gerada pelo lixo incinerado, a prefeitura estima economizar aproximadamente R$ 8 milhões por ano.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal