Operação investiga crimes contra administração pública no Daer

Resultado de imagem para fraudes no Daer
Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nesta terça-feira, investiga crimes contra a administração pública no Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). As fraudes teriam causado prejuízos ao erário de cerca de R$ 500 mil reais.São 85 policiais civis, inclusive agentes do Rio de Janeiro, com apoio de 28 viaturas, que estão cumprindo 15 mandados judiciais de busca e apreensão em Cachoeirinha, Passo Fundo, Porto Alegre, São Leopoldo e Rio de Janeiro/RJ. A ofensiva, chamada de Abecedário, tem o objetivo de apurar a existência de uma associação criminosa, crimes relacionados a licitações e contra a administração pública estadual. 

São investigados crimes licitatórios e contra a administração pública, superfaturamento, associação criminosa e possível lavagem de dinheiro. Os alvos da operação são empresários do setor de tecnologia, como Michel Costa, que teve passagem pela prefeitura de Porto Alegre em 2017, o ex-diretor-geral do Daer Ricardo Moreira Nuñez e o ex-diretor de Administração e Finanças do Daer Saul Sastre, indicado pelo PSB para ocupar o cargo no governo de José Ivo Sartori.

O pivô da história a empresa OWL Gestão e Tecnologia — depois ela trocou de nome para Disruptcode e LAB308.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal