Bebianno vira bomba-relógio para o governo

Resultado de imagem para bebianno
O ex-ministro Gustavo Bebianno disse a interlocutores que apoiaram sua permanência no governo que pretende juntar documentos para embasar eventuais histórias que venha a contar sobre a campanha do presidente Jair Bolsonaro, e também sobre o período em que ficou no governo federal.

Antes da divulgação de áudios de suas conversas com o presidente, Bebianno vinha afirmando que não dispararia contra o presidente.

Bebiano virou uma bomba-relógio. É bem provável que foi ele quem vazou os áudios para a Veja.

O Jornal Nacional, veiculado na noite desta terça-feira (19) pela Rede Globo, usou todo seu primeiro bloco com uma extensa reportagem sobre os áudios de Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno e que intensificou a crise no governo.

O telejornal reproduziu todo o material vazado pela Veja.

Depois disso, ainda no primeiro bloco, mostrou a primeira derrota do governo no Congresso, após a aprovação da urgência de um projeto que sustou os efeitos do decreto que alterava as regras da Lei de Acesso à Informação, e o envolvimento do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, com o laranjal do PSL.

Ao todo, foram usados 27 minutos. No início, William Bonner e Renata Vasconcellos leram a nota do Globo, em resposta às declarações de Bolsonaro sobre a emissora, a chamando de "inimigo".

A imprensa insiste em ampliar crises políticas, quando neste momento, ao perceber o anseio da população por mudanças, deveria focar nos temas prioritários para a nação, como a previdência por exemplo.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal