Exportações de móveis e colchões fecharam o ano de 2020 com um crescimento de 5,1%

As exportações de móveis e colchões fecharam o ano de 2020 com um crescimento de 5,1% em volume em relação ao resultado do acumulado de 2019. Em termos de valores exportados, US$ 628,2 milhões, houve recuo de 2,5%, também comparado com o ano anterior.

O preço médio geral dos produtos exportados apresentou decréscimo de 6,8%. Desse modo, refletido em números, mostra uma média de US$ 0,13 centavos por quilo, com o recuo de US$ 1,92 em 2019, para US$ 1,79 em 2020, no valor médio por quilo exportado. Essa queda foi mais do que compensada pela valorização do dólar americano frente ao real, em taxa próxima a 40% em 2020 frente a 2019.

Os dados são da Conjuntura de Móveis, relatório mensal idealizado pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) em parceria com o Iemi – Inteligência de Mercado



Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal