Substituição tributária para os vinhos cai em todo país

O CONFAZ – Conselho Nacional de Política Fazendária – ligado ao Ministério da Economia publicou os novos protocolos de aplicação do ICMS alterando a política fiscal para os vinhos. A partir do dia primeiro de abril os estados de Alagoas, Mato Grosso do Sul, Espirito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e o Distrito Federal se desenquadram da aplicação da Substituição Tributária. Assim, nenhuma unidade federativa estará sob o regime do imposto sinalizando o fim da ST para os vinhos. O movimento para findar a ST começou no final de 2019 e início de 2020 a partir de Bento Gonçalves, onde numa mobilização conjunta dos setores representativos do setor vinícola, com apoio do então prefeito Guilherme Pasin e de deputados gaúchos fez com que o Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite fosse o primeiro a anunciar o fim do tributo.

Com informações da Adega


Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal