Após receber 33 parlamentares no mesmo dia, presidente deve entregar defesa hoje

O advogado de Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira vai pessoalmente nesta tarde à Câmara dos Deputados para entregar a defesa do presidente, diante da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR). A informação foi confirmada pelo próprio jurista à TV Globo e já havia sido comunicada a membros da base aliada.

Na peça, Mariz pretende alegar que a gravação de uma conversa com Temer feita pelo empresário Joesley Batista em março deste ano, no Palácio do Jaburu – principal prova da acusação do procurador geral da República, Rodrigo Janot –, é ilegal e, ainda que fosse legítima, não revela nada comprometedor contra o presidente.

O defensor de Temer ainda cobrará que Rodrigo Janot apresente algum indício de que Temer era beneficiário dos R$ 500 mil entregues em uma pizzaria de São Paulo ao ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor especial do presidente.

Com a entrega da defesa, Temer abreviará o rito da denúncia. Como ocorreu ontem a primeira sessão em plenário desde a notificação do presidente, ainda restariam nove sessões para que a peça com as alegações de Temer fosse entregue. Quando receber a denúncia, o relator Sérgio Zveiter terá cinco sessões para produzir seu parecer favorável ou contrário à admissibilidade da acusação.


A entrega do documento, que é eminentemente técnico, visa inclusive dar subsídios aos deputados que irão defender o presidente do plenário. No âmbito político, Temer parece ter construído artesanalmente sua defesa, após receber cerca de 33 parlamentares num único dia para conversas particulares. A romaria de parlamentares no Palácio do Planalto visa garantir os 172 votos necessários para derrubar a denúncia no plenário.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS