Gilmar Mendes diz em Porto Alegre que relatório da PF é "fofocagem"

O ministro Gilmar Medes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse nesta segunda, em Porto Alegre, que o relatório da Polícia Federal (PF) que aponta mais de 40 ligações do senador Aécio Neves (PSDB) recebidas por ele entre março e maio deste ano é “fofocagem” e “abuso de poder”.

“Converso com o senador Aécio Neves, com o Serra, com o presidente do Congresso, com o presidente da Câmara, converso com vários parlamentares. Me reuni, fiz jantares. O pessoal do PCdoB, por exemplo, eles brincam quando me chamam para jantares: “chegou um membro do nosso partido”. E eu brinco com a líder do partido dizendo: “olha, esse [PCdoB] é o meu partido”. Em suma, qual a intimidade de tantas reuniões que nós fizemos ao longo do tempo? Vamos reduzir isso ao plano que realmente está. Isso é coisa de ‘fofocagem’ do plano das instituições”, disse Mendes à imprensa.

Gilmar Mendes, assinou convênio com o governo do Estado para compartilhamento dos dados da Secretaria da Segurança Pública para reforçar o cadastramento dos eleitores por meio da impressão digital, a chamada biometria. O ato ocorreu na Ala Residencial do Palácio Piratini na presença do governador José Ivo Sartori, o vice-governador José Paulo Cairoli, e os secretários César Schimer e Maria Helena Sartori. Após a assinatura e o almoço, Gilmar Mendes concedeu entrevista à imprensa.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS