Inacreditável: Como pode um preso estar pior na cadeia de Canoas do que no camburão da polícia?

Pois é, foi o que a Juíza Patrícia Fraga Martins da Vara de Execuções Criminais entendeu. Para a magistrada o local apresenta problemas estruturais, de saúde e higiene. "Ressalto, que mesmo em sua precariedade estrutural e de serviços, a PECAN 2 procurou auxiliar na solução dos presos recolhidos fora de estabelecimentos prisionais. Aliás, a própria PECAN 2 hoje não pode ser tida como um local que cumpra minimamente os requisitos indispensáveis à recuperação de presos, em pouco se diferenciando dos lugares onde eles antes estavam recolhidos", diz, na decisão

O Secretário de Segurança Pública do Estado, Cezar Schirmer ficou "incrédulo" com decisão da juíza que interditou o novíssimo presídio de Canoas. Na Pecan 2, cumprem pena presos sem passagem pelo sistema prisional, que poderão vir das delegacias de polícia, da Cadeia Pública de Porto Alegre, e centros de triagens para presos provisórios. No mês passado, o secretário Schirmer, garantiu a transferência de "todos os presos" que estão em viaturas e delegacias para o Complexo Penitenciário de Canoas. O que convenhamos é uma situação pior do que o presídio que a Juíza não quer.

O governo do estado diz que o Complexo Prisional de Canoas terá, ao todo, 2.808 vagas em regime fechado. A Penitenciária Estadual de Canoas 1 (Pecan 1), inaugurada em março do ano passado, está com suas 393 vagas totalmente ocupadas. A PGE vai recorrer da decisão nesta quinta-feira.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS