Porque o funcionalismo estadual não vota em Sartori

Os servidores públicos estaduais que reclamam por não receberem salários em dia, mas recebem dentro do mês,  não votarão em Sartori não só por esta razão. É porque o PT e os sindicatos prestigiaram o funcionalismo com reajustes salariais, nomeações e concessões irresponsáveis que colocaram o RS no fundo do poço. O Ex-governador do PT, Tarso Genro recebeu uma Folha de R$ 13, 4 bilhões e entregou em R$ 21,6 bilhões (ano), só que com reajustes concedidos até o final do governo Sartori, que a elevaram até 2017 para R$ 27 bilhões, mais que o dobro. Os reajustes dados pelo petista dobraram (100% mais) o valor da Folha entre 2011 e 2017, período em que a receita cresceu 72% e a inflação 56%. Pelo orçamento para 2018 a folha vai a R$29 bilhões, portanto 116% a mais considerando a folha de 2010. As informações são do jornalista Polibio Braga que consultou os dados disponíveis no site da secretaria estadual da Fazenda.


Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS