Delação de Palocci é uma bomba para campanha de Haddad

Resultado de imagem para delação de palocciA divulgação de parte da delação do ex-ministro Antônio Palocci caiu como uma bomba no PT, e deve prejudicar o crescimento de Haddad nas intenções de voto. É possível que até domingo, mas material incendiário contra o PT surja nas mídias. A imprensa de todo o país repercute o documento disponibilizado pelo juiz Sérgio Moro.

Às autoridades, ele detalha como era o esquema de aparelhamento da Petrobras e da captação irregular de verba para uso na campanha da ex-presidente Dilma Rousseff. De acordo com Palocci, a eleição e reeleição da petista, em 2010 e 2014, custaram R$ 1,4 bilhão, sendo que a maior parte não foi declarada à Justiça Eleitoral — há quatro anos, o custo foi o dobro do apresentado ao TSE. Ele também acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de usar recursos do pré-sal para beneficiar o PT.

O juiz Sergio Moro recebeu críticas de petistas por levantar o sigilo da delação nessa última etapa da corrida eleitoral. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse, no Twitter, que Moro “não podia deixar de participar do processo eleitoral” e que o magistrado tenta “pela enésima vez destruir Lula”. O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, afirmou que “a conduta adotada por Moro apenas reforça o caráter político dos processos e da condenação injusta imposta ao ex-presidente Lula”. A ex-presidente Dilma Rousseff contestou Palocci e desaprovou o fato de os depoimentos terem sido colhidos em abril deste ano e só divulgados agora, a “exatos seis dias da eleição”.

O que diz Palocci


*As duas campanhas de Dilma à Presidência custaram R$ 1,4 bilhão, sendo que apenas R$ 503 milhões foram declarados ao TSE;
*Lula indicou Paulo Roberto Costa para a Petrobras com a finalidade de “garantir ilicitudes”;
*O pré-sal foi usado por Lula para conseguir dinheiro, a fim de financiar campanhas do PT;
*O MDB chegou a travar votações no Congresso para obter a Diretoria Internacional da Petrobras;
* Medidas provisórias editadas nos governos do PT foram motivadas por propina;
* Lula sabia da corrupção na Petrobras desde 2007 e optou pelo prosseguimento do esquema.

( Fonte: Estado de Minas)

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS