Assembleia Legislativa aprova extinção da licença-prêmio e restringe progressão de carreira de servidores

Imagem relacionada
Quando Eduardo Leite (PSDB) assumiu a cadeira de governador, além de herdar um déficit financeiro e a liturgia do cargo máximo do Estado, também recebeu de seu antecessor, José Ivo Sartori (MDB), dois projetos polêmicos votados pela metade na Assembleia Legislativa. As Propostas de Emenda à Constituição (PEC)que acabavam com a licença-prêmio dos servidores e a outra que muda as regras de incorporação de benefícios no funcionalismo. 

Leite, teve habilidade política suficiente para negociar apoio dos parlamentares e nesta terça-feira(26) conseguiu aprovação na Assembléia. O Governador poderia desistir das PECs herdadas de Sartori, mas não, decidiu pelo futuro do Estado, ou seja, governou para os gaúchos e não para partidos e setores da sociedade.

A votação foi o primeiro teste do governador Eduardo Leite na Casa Legislativa após a posse dos novos deputados e da montagem do secretariado. Leite agora saberá com quem poderá contar.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS