Café com o presidente e o COAF

Resultado de imagem para cafe com o presidente bolsonaro maia
Dois dias após os atos favoráveis ao governo, em que Legislativo e Judiciário foram criticados, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com os presidentes do STF, Dias Toffoli; da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Em café da manhã no Alvorada, os chefes dos Poderes discutiram um pacto para acelerar a aprovação de pautas de interesse do governo. Além das reformas da Previdência e tributária, Bolsonaro quer medidas para combater o crime organizado e a corrupção. A meta é assinar o pacto até 10 de junho.

O objetivo é lançar o documento - um conjunto de medidas para tirar o País “do fundo do poço”, segundo o ministro Paulo Guedes.. Com tom genérico, o pacto fala em reforma da Previdência, modernização do sistema tributário, desburocratização administrativa, repactuação federativa e combate à corrupção. Bolsonaro disse não querer conflito na relação entre os Poderes. Fora do Planalto, Dias Toffoli é o maior entusiasta da proposta. Maia disse que vai consultar deputados antes de assinar o documento. Na Câmara, líderes demonstraram ceticismo.

Ontem, ainda, os Senadores aprovaram ontem a retirada do Coaf - órgão que investiga transações financeiras - das mãos de Sérgio Moro (Justiça) e passaram para Paulo Guedes (Economia). A votação ocorreu após apelo de Jair Bolsonaro para que a medida provisória da reforma administrativa, que reduz o número de ministérios de 29 para 22,fosse aprovada como veio da Câmara, sem alterações. O texto-base da MP foi aceito por 70 votos a 4. O resultado é considerado uma vitória para o governo.

POSTAGENS MAIS VISITADAS