Pular para o conteúdo principal

Aqui alguns números mais recentes da pandemia em partes do mundo


Na Itália, desde o início da epidemia de Coronavírus, pelo menos 192.994 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 (3.370 a mais que no dia anterior, com um crescimento de 1,8%). Destes, 25.969 morreram ( aqui está o último boletim de Proteção Civil ). Segundo os dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins, existem mais de 2,7 milhões de casos em todo o mundo, com mais de 191 mil mortes. Na Itália 60.498 se recuperaram do vírus. Em 11 regiões a contágio está diminuindo - Emília Romanha, Vêneto, Toscana, Ligúria Campânia, Apúlia, Abruzzo, Úmbria, Sardenha, Calábria e Vale de Aosta - e nas províncias autônomas de Trento e Bolzano. Além disso, em Basilicata não há novos casos. No entanto, ainda existem na Lombardia, com 495 novos pacientes mais do que ontem, e no Piemonte, com 239 mais.

O número de mortes por coronavírus nos Estados Unidos supera 50.000 mortes. Os EUA são cada vez mais o epicentro da pandemia que pode chegar a um milhão de casos de infecção. Atualmente, existem mais de 870.000 pacientes positivos, de acordo com os dados mais recentes da Universidade John Hopkins.

O número de mortes por coronavírus nos hospitais britânicos sobe para 19.506, com um aumento de 684 unidades em 24 horas. Os casos confirmados no país são 143.464, com um crescimento de 5.386 em relação a ontem. Os testes realizados, embora um pouco crescentes, ainda estão longe da meta de 100.000 por dia prometida pelo governo para o final do mês.

A Espanha registrou 367 vítimas nas últimas 24 horas, o menor orçamento diário de um mês. O número total de pessoas que morreram após contrair o coronavírus é 22.524. O número de pessoas infectadas é 213.024. A Comunidade de Madri registrou menos de 100 mortes pela primeira vez desde o início da pandemia: 81 mortes aumentaram 1,05% nas últimas 24 horas. A taxa de mortalidade é quase 15% menor do que no dia anterior, quando foram registradas 107. O número total de mortes na capital é de 7.765 mortes.

A Alemanha, que no início da semana facilitou as medidas de restrição para a epidemia, excedeu o limite de 150 mil infecções, com um aumento de 2.337 casos (+ 2%), para um total de 150.383. Conforme relatado pelo Instituto Robert Koch, existem 227 mortes registradas em 24 horas (+ 4%) e elas trazem para 5.321 o triste número de mortos desde o início da epidemia no país. 106.800 pacientes se recuperaram, um aumento de 3.500 em um dia. O Land da Baviera, o mais afetado, tem quase 40 mil casos de contágio e mais de 1.500 mortes.

A Rússia registra 5.849 novos casos e o total no país sobe para 68.622. Desde o início da emergência, houve pelo menos 615 mortes, 60 a mais que as 555 relatadas ontem. 5.568 pessoas foram declaradas curadas após contrair a infecção.

A China não registra mortes. Em vez disso, a Comissão Nacional de Saúde relata quatro novos casos de transmissão local do Covid-19, três na província de Heilongjiang e outro em Guangdong. Dois novos casos "importados". Assim, o número de infecções sobe para 82.804 e, segundo as autoridades de saúde, 915 pacientes ainda estão em tratamento, enquanto 77.257 estão curados.

O coronavírus não causou vítimas na Coréia do Sul nas últimas 24 horas. É a primeira vez desde 16 de março, conforme explicado pelo Centro de Controle de Doenças da Coréia (KCDC), falando de apenas seis novas infecções em um dia e atualizando o total de positivos para 10.708. Essa é a menor taxa de novos casos desde 18 de fevereiro. Em vez disso, 240 pessoas perderam a vida depois de contratar o Covid-19 na Coréia do Sul e 8.501 pessoas recuperadas.

O número de mortes no Paquistão aumentou para 237 em comparação com 11.155 casos: o Ministério da Saúde anunciou hoje. Até agora, 2.527 pessoas foram curadas. A província com mais casos é Punjab Oriental (4.767).


No Brasil, o Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (24) o mais recente balanço dos casos de coronavírus no Brasil. Os principais dados são:
3.670 mortes, na quinta (23) eram 3.313. Foram 357 a mais (10,8%) .
52.995 casos confirmados, na quinta (23) eram 49.492. Foram 3.503 a mais (7,1%).
Em 7 dias foram mais 1.323 mortes.

São Paulo tem 17.826 casos e 1.512 mortes. (Veja dados dos outros Estados abaixo).

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Em delação premiada, o advogado Alexandre Correa Romano, da Odebrecht, contou para a Polícia Federal como manteve tórrido romance com Gleisi num hotel de luxo dos Alpes da Suíça. Lá onde o calor dos corpos costuma afastar o frio, Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT, entregou seu coração ao amante. E Paulo Bernardo, o marido traído, ficava em Brasília, seja como ministro do Planejamento, seja ocupando a cadeira principal do Ministério das Comunicações, enquanto sua estrela predileta flutuava em na realização de suas fantasias eróticas. O jornalista Mino Pedrosa conta em detalhes escandalosos as razões que estão por trás do apelido que a Odebrecht aplicou na senadora Gleisi Hoffman No rastro do advogado Alexandre Correa Romano, a Polícia Federal encontrou um flat que era utilizado para guardar dinheiro e encontros clandestinos e amorosos. Segundo documentos da Operação Lava Jato, o flat fica na rua Jorge Chamas, 334, apartamento 44, em São Paulo. Romano recebia hósp

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal

Foi apresentado nesta sexta-feira(14) para um pequeno grupo de autoridades, empresários e corretores de imóveis em Arroio do Sal, o projeto de construção do novo porto marítimo do litoral norte do RS. Um grupo de investidores russos, do Grupo Doha Investimentos e Participações SA, vai construir o porto, em Arroio Seco/Arroio do Sal. Cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos deverão ser gerados a partir da operação do porto. Os empreendedores russos têm 1 bilhão de dólares, para investir. O dinheiro já está garantido. A ideia é aproximar o comércio brasileiro da União económica euro-asiática. Um mercado comum que abrange 170 milhões de pessoas e significa um PIB da ordem dos US$ 2,2 trilhões de euros. Atualmente, a organização é composta pela Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia. O empreendimento vai modificar sobremaneira a realidade dos municípios do litoral norte, sem contar a valorização imobiliária prevista no entorno.

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Passou no Senado e agora foi para a Câmara Federal o projeto que proíbe que companhias aéreas cobrem pela marcação antecipada de assento em aeronaves. O conteúdo da matéria foi exposto pelo senador Jorge Viana (PT-AC) durante a Ordem do Dia. Ele afirmou que a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável pelo setor, estava despreocupada com a cobrança. A proposta, de autoria do senador Reguffe (sem partido-DF), foi aprovada em votação simbólica. Se for aprovado pelos deputados e sancionado pela Presidência, será obrigatória a marcação gratuita. Caso a regra não seja cumprida, uma cobrança de multa será realizada. Neste ano, as companhias aéreas Gol, Latam e Azul Linhas Aéreas decidiram cobrar pelo assento. Pelos preços estabelecidos pelas empresas, o serviço chegará a custar R$ 25 para o consumidor.