Serra Gaúcha registra segundo Impeachment: Vereadores de Farroupilha decidem pelo afastamento do Prefeito


O prefeito de Farroupilha, terceira cidade mais populosa da serra gaúcha, Claiton Gonçalves teve o mandato cassado e perdeu os direitos políticos por oito anos. O processo de impeachment de autoria da OAB-RS foi votado em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Farroupilha nesta sexta-feira, 15. Os trabalhos tiveram início às 13h e finalizaram por volta das 21h. Ao todo foram votados quatro fatos apontados no documento: Nomeação de servidor de carreira. Um fiscal concursado da prefeitura não foi exonerado, continuou recebendo valores de gratificação e exercendo as funções de assessor jurídico e posteriormente de procurador-geral do munícipio sem se exonerar da primeira função. Ilegalidade na suplementação de crédito orçamentário do município. Vereadores aprovaram R$ 10 mil e em cerca de uma semana houve uma suplementação de R$ 890 mil para a compra das áreas; Compra de terrenos. A aquisição dos imóveis não teve autorização da Câmara de Vereadores. Violação do princípio da legalidade;Aquisição do software de saúde e agir de forma incompatível com a dignidade do decoro do cargo.

São irregularidades aparentemente não tão graves assim, mas são irregularidades. O fato que mais pesa na decisão dos vereadores, não é os apontamentos do processo, e sim o fato de que o diálogo e a construção coletiva com a câmara e a comunidade foi determinante para a votação individual de cada um. Claiton não concorda, mas muitos setores da sociedade afirmam isso.

Com o afastamento imediato, o então vice-prefeito Pedro Pedrozo assume o cargo de gestor do município. Claiton Gonçalves afirmou à imprensa que deve voltar a atuar como médico após o impeachment.

Em janeiro, deste ano, Caxias do Sul a maior cidade da serra gaúcha e terceiro maior PIB do Rio Grande do Sul ficou sem prefeito devido ao impeachment do prefeito Daniel Guerra (Republicanos). tem novo prefeito, pelo menos por enquanto. O vereador Ricardo Daneluz (PDT) assumiu como prefeito em exercício, após ser empossado como presidente da Câmara Municipal. Depois disso, Flávio Cassina (PTB) foi eleito para um mandato tampão.

POSTAGENS MAIS VISITADAS