Deputado José Otávio diz que foi chanteageado, não é drogado e será candidato à reeleição.

Afastado das atividades do Partido Progressista (PP) depois de se envolver em um escândalo com duas transexuais, o deputado José Otávio Germano concedeu entrevista a jornalista da RBS, Carolina Bahia. O deputado disse que não pretende abrir mão da candidatura à reeleição de deputado federal, negou ser usuário de drogas e afirmou que foi vítima de armação de um antigo relacionamento e que vai dar a sua versão dos fatos à executiva do partido.

Para comprovar o que estava dizendo, o deputado mostrou mensagens de WhatsApp e no Instagram de uma mulher bonita e bem jovem, que pedia R$ 3,5 mil e ameaçava vingança se não recebesse os valores. De acordo com ele, foi " um antigo relacionamento, uma "ficante". Tudo acabou e ela começou a me extorquir. Como eu não paguei, ela levou aquelas travestis de Cachoeira (do Sul) para Porto Alegre para fazer aquele escândalo", disse.

Perguntou a jornalista:

- Alguns colegas seus afirmam que o senhor é doente e deveria se tratar. O senhor consome drogas?

- "Não uso drogas. Não tenho motivo para me tratar", afirmou.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal