Em convenção do PSL que confirmou Bolsonaro, discurso de Janaína Pascoal não agradou

Não estava no script da convenção do PSL , no Rio de Janeiro, que lançou o deputado Jair Bolsonaro como candidato a presidente da República. Nem poderia estar naturalmente.

O discurso da advogada Janaina Paschoal, famosa por ter sido uma dos subscritoras do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, estragou a festa.

Para desgosto de Bolsonaro e dos seus seguidores, Janaína disse coisas que eles jamais imaginaram ouvir. E para completar, pediu mais tempo para decidir se aceitará ou não ser vice na chapa.

- Não se ganha eleição com pensamento único. Não se governa uma nação com pensamento único, ensinou a advogada. Que não poderia ter sido mais direta do que foi:

– Os seguidores, muitas vezes, do deputado Jair Bolsonaro têm uma ânsia de ouvir um discurso inteiramente uniformizado. Pessoas só são aceitas quando pensam exatamente as mesmas coisas. Reflitam se não estamos fazendo o PT ao contrário.

Janaína abordou assuntos incômodos para o candidato como drogas e aborto, questões de Direito, segundo ela. E disse ser desnecessário sair por aí falando para as pessoas acreditarem em Deus.

Os pastores evangélicos presentes à convenção detestaram. Os que cercam mais de perto Bolsonaro, também. E o candidato, que desejava sair da festa com um vice, foi embora com um problema. As informações são da Veja.

Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS