Novas pesquisas : Bolsonaro enfrenta rejeição; Ciro avança; Haddad desponta; Alckmin estaciona; Marina definha.

Resultado de imagem para datafolha
Pesquisa DATAFOLHA
Na primeira pesquisa realizada pelo Datafolha após o atentado contra o candidato do PSL a presidente, Jair Bolsonaro, ele ganhou dois pontos percentuais nas intenções de voto, subindo de 22% para 24%. A oscilação aconteceu dentro da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Ciro Gomes (PDT)cresceu três pontos, chegando a 13%, e Fernando Haddad (PT) pulou de 4% para 9%. Os dois estão tecnicamente empatados em segundo lugar com Marina Silva (Rede), que perdeu cinco pontos, e Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou positivamente um ponto. Ou seja, três candidatos estão empatados em segundo lugar na tentativa de garantir uma vaga no segundo turno para enfrentar Bolsonaro. Os dados do Datafolha foram divulgados na noite desta segunda-feira. Pouco antes o BTG Pactual divulgou nova pesquisa também realizada após o atentado a Bolsonaro. Os dados são muito semelhantes, embora o Pactual dá mais percentual para Bolsonaro(30%) do que o Datafolha. O levantamento foi realizado pela FSB Pesquisa, que foi contratada pelo banco de investimentos BTG Pactual. Em 2º lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 12% —que na realidade está empatado tecnicamente na margem de erro com os 3 candidatos que vêm a seguir, todos com 8%: Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Fernando Haddad (PT).
Pesquisa BTG Pactual


Comentários

POSTAGENS MAIS VISITADAS