Pular para o conteúdo principal

Falta motoboys na cidade

Motoboys são os que mais sofrem acidentes, diz Ministério da Saúde ...
Desde que se iniciaram os períodos de isolamento social em diversas cidades brasileiras, uma série de novas oportunidades para empreendedores atentos e trabalhadores criativos surgiu.

O setor de alimentação fora do lar, por exemplo, tem sido um dos mais impactados, mas isso pode ser compensado pelo crescimento dos pedidos através do delivery e do "take away" – pegar no balcão para levar para casa. O sistema de delivery cresceu tanto que, em Bento Gonçalves, faltam motoboys. Os números de entregas não param de crescer, e os aplicativos especializados no setor de alimentação registram crescimentos de mais de 50%. A procura é tanta, que os motoboys não dão conta.

Diego Barreto, vice-presidente de estratégia do iFood, explica que não há como projetar ainda o tamanho deste crescimento. Para ele, tudo vai depender de como a doença vai continuar avançando no Brasil. A empresa também estuda flexibilizar as taxas cobradas dos restaurantes para intermediar os pedidos, uma demanda antiga dos empresários que voltou à discussão neste período de crise. Outra medida adotada pelo iFood é a criação de um fundo solidário de R$ 1 milhão para dar suporte aos entregadores que necessitem permanecer em quarentena, mas os detalhes de como a ajuda poderá ser acessada ainda não foram definidos.

Muitos estabelecimentos já implantaram o serviço de delivery. O último decreto municipal da prefeitura de Bento Gonçalves, permite a atividade de take-away para o setor de serviços e para alguns comércios relacionados a cadeia da indústria , do setor da construção civil, alimentação e saúde .

De acordo com o texto, por take-away, compreende-se a atividade de retirada de produtos de alimentação, saúde e higiene, adquiridos previamente, por meio eletrônico ou telefone, com hora marcada. O ingresso de clientes no estabelecimento comercial ou a formação de fila seguem proibidos. Portanto, surge uma nova oportunidade.


Confira, abaixo, recomendações para evitar o contágio ao pedir comida fora:
  • Para que mora em edifícios, peça que o entregador deixe o produto em compartimentos específicos (que devem ser constantemente limpos) do condomínio a fim de evitar a proximidade física. Se isso não for possível, mantenham, no mínimo, 1 metro de distância um do outro. iFood, Uber Eats e Rappi já oferecem a opção de entrega sem contato. Evitar a aproximação vale também para quem mora em casa.
  • Opte pela opção “pagar pelo aplicativo”, se pedir pelas plataformas. Caso precise pagar na hora da entrega, prefira os cartões de débito ou crédito e mantenha a distância segura.
  • Com as mãos limpas (sim, é necessário lavá-las a todo instante), abra a embalagem e transfira a comida para um recipiente limpo. Os descartáveis podem, em tese, estar contaminados pelo contato, por isso pode-se limpá-los com álcool em gel, mas não há casos conhecidos de pessoas que tenham ficado doentes dessa maneira, assegura o infectologista.
  • Para drinques e outras bebida, siga as mesmas recomendações acima. Lembre-se sempre: não vale compartilhar copos, garrafas e outro utensílios, como pratos e talheres.
  • O mais importante: continua valendo a máxima de lavar as mãos antes de comer e beber.
Com conteúdo da Gazeta do Povo.

Postagens mais visitadas deste blog

Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT tinha um amante

Em delação premiada, o advogado Alexandre Correa Romano, da Odebrecht, contou para a Polícia Federal como manteve tórrido romance com Gleisi num hotel de luxo dos Alpes da Suíça. Lá onde o calor dos corpos costuma afastar o frio, Gleisi Hoffmann, a senadora dos olhos verdes do PT, entregou seu coração ao amante. E Paulo Bernardo, o marido traído, ficava em Brasília, seja como ministro do Planejamento, seja ocupando a cadeira principal do Ministério das Comunicações, enquanto sua estrela predileta flutuava em na realização de suas fantasias eróticas. O jornalista Mino Pedrosa conta em detalhes escandalosos as razões que estão por trás do apelido que a Odebrecht aplicou na senadora Gleisi Hoffman No rastro do advogado Alexandre Correa Romano, a Polícia Federal encontrou um flat que era utilizado para guardar dinheiro e encontros clandestinos e amorosos. Segundo documentos da Operação Lava Jato, o flat fica na rua Jorge Chamas, 334, apartamento 44, em São Paulo. Romano recebia hósp

Grupo Doha apresenta detalhes do porto de Arroio do Sal

Foi apresentado nesta sexta-feira(14) para um pequeno grupo de autoridades, empresários e corretores de imóveis em Arroio do Sal, o projeto de construção do novo porto marítimo do litoral norte do RS. Um grupo de investidores russos, do Grupo Doha Investimentos e Participações SA, vai construir o porto, em Arroio Seco/Arroio do Sal. Cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos deverão ser gerados a partir da operação do porto. Os empreendedores russos têm 1 bilhão de dólares, para investir. O dinheiro já está garantido. A ideia é aproximar o comércio brasileiro da União económica euro-asiática. Um mercado comum que abrange 170 milhões de pessoas e significa um PIB da ordem dos US$ 2,2 trilhões de euros. Atualmente, a organização é composta pela Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia. O empreendimento vai modificar sobremaneira a realidade dos municípios do litoral norte, sem contar a valorização imobiliária prevista no entorno.

Fim da cobrança por marcação antecipada de assento em aeronaves depende agora da Câmara

Passou no Senado e agora foi para a Câmara Federal o projeto que proíbe que companhias aéreas cobrem pela marcação antecipada de assento em aeronaves. O conteúdo da matéria foi exposto pelo senador Jorge Viana (PT-AC) durante a Ordem do Dia. Ele afirmou que a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável pelo setor, estava despreocupada com a cobrança. A proposta, de autoria do senador Reguffe (sem partido-DF), foi aprovada em votação simbólica. Se for aprovado pelos deputados e sancionado pela Presidência, será obrigatória a marcação gratuita. Caso a regra não seja cumprida, uma cobrança de multa será realizada. Neste ano, as companhias aéreas Gol, Latam e Azul Linhas Aéreas decidiram cobrar pelo assento. Pelos preços estabelecidos pelas empresas, o serviço chegará a custar R$ 25 para o consumidor.