Bem provável mesmo que as eleições sejam mais tarde

Por eleições em tempos de covid-19, Brasil pode estudar exemplo ...
Parece já bem consolidada a ideia de que não será possível termos eleições em outubro no Brasil. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (21) que o Congresso Nacional estuda adiar o primeiro turno das eleições municipais deste ano para 15 de novembro ou 6 de dezembro – as duas datas caem em um domingo.

A ideia é permitir que as eleições ocorram com segurança, sem riscos relacionados à pandemia do novo coronavírus, mas evitar também que os atuais mandatos de prefeitos e vereadores sejam prorrogados.

Pela Constituição Federal, o primeiro turno das eleições deve ser realizado no primeiro domingo de outubro e o segundo turno, se houver, no último do mesmo mês. Neste ano, as eleições estão marcadas para 4 de outubro e 25 de outubro, respectivamente.

Maia ponderou, no entanto, que antes de pensar na data é preciso resolver se a decisão será mesmo a favor do adiamento. A partir daí, ressaltou que a escolha da data será resolvida após consulta ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso.

Sob o ponto de vista da democracia é importante mesmo que as eleições sejam este ano. Mas sob o ponto de vista do custo eleitoral, já há muito tempo se discute eleições gerais. Isto é, unificar o calendário e votar de uma única vez para todos os cargos eletivos.



POSTAGENS MAIS VISITADAS