Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2021

É hora de privatizar os Correios

A possível privatização dos Correios deve atender uma necessidade premente de modernizar o segmento de entregas e definir com maior precisão o que é monopólio ou não da empresa, apontam especialistas. Na última quarta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro levou pessoalmente o projeto de lei que trata da privatização da estatal à Câmara dos Deputados, resgatando o tema. O modelo ideal de privatização ainda está sob estudo, mas há três possibilidades: vender a empresa inteira, separar por tipo de serviço ou por regiões. O projeto também prevê a transformação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em Agência Reguladora dos serviços postais, absorvendo a fiscalização das atividades. O fato é que a atividade dos Correios mudou e o próprio modelo de negócios mudou muito. Hoje, é muito mais relevante a postagem de mercadorias, encomendas, do que o próprio modelo de correspondência. No entanto, esse monopólio se mantém, isso cria um conflito. Existem várias empresas que trabalham c

RS entra em Bandeira preta, geral e irrestrita

O colapso do sistema de Saúde no RS foi agravado por diversos fatores, como a circulação de novas cepas do vírus chinês, o aumento do número de pacientes aguardando leitos de UTI, a quantidade de pessoas com quadros semelhantes de agravamento do vírus, o crescimento do tempo de internação. É o que os médicos dizem. Por outro lado, o governo do Estado informou, nesta sexta-feira(26) que todas as regiões do Rio Grande do Sul vão ficar em bandeira preta, ou seja, maior risco epidemiológico no modelo de Distanciamento Controlado. Além de regras mais rígidas, o modelo de cogestão, adotado entre regiões e o Estado foi suspenso por uma semana, para tentar frear o avanço da doença. Com isso, as novas regras entram em vigor no sábado, 27, e seguem até a semana seguinte. Com a decisão, todos os protocolos deverão ser impostos, sem alteração. O governador Eduardo Leite alertou, mais uma vez, sobre a grave crise na saúde e o possível colapso no sistema, visto que a ocupação de leitos de UTI está

Festuris Gramado confirma realização do evento de 4 a 7 de novembro

O Festuris Gramado confirmou sua data para a próxima edição, a feira de negócios turísticos acontecerá de 4 a 7 de novembro de 2021, nos pavilhões do Serra Park, em Gramado/RS. Será a 33ª edição ininterrupta de um dos eventos mais tradicionais do setor.

Safra recorde de uvas alerta para o velho dilema: Vai faltar garrafas para o vinho

Com a colheita das uvas praticamente na reta final, volta o dilema do setor vinícola: falta garrafas de vidro para o envase. O fechamento temporário de fábricas de vidro no início da pandemia, aliado à maior demanda pelas garrafas, fez com que o mercado nacional ficasse desabastecido. Dessa forma, os produtores nacionais buscaram a solução - em dólar - em países vizinhos como Argentina e Chile. As estimativas da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), apontam alta de 56% nas vendas e recorde no consumo ao longo dos meses de isolamento social. Por isso o grande empecilho mesmo para a produção recorde do ano será engarrafar o vinho. No final do ano passado, a Uvibra chegou a ter reuniões com indústrias de vasilhames para a instalação de uma planta na Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul, maior produtor nacional de vinhos. As negociações continuam. Com informações da GP

Substituição tributária para os vinhos cai em todo país

O CONFAZ – Conselho Nacional de Política Fazendária – ligado ao Ministério da Economia publicou os novos protocolos de aplicação do ICMS alterando a política fiscal para os vinhos. A partir do dia primeiro de abril os estados de Alagoas, Mato Grosso do Sul, Espirito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e o Distrito Federal se desenquadram da aplicação da Substituição Tributária. Assim, nenhuma unidade federativa estará sob o regime do imposto sinalizando o fim da ST para os vinhos. O movimento para findar a ST começou no final de 2019 e início de 2020 a partir de Bento Gonçalves, onde numa mobilização conjunta dos setores representativos do setor vinícola, com apoio do então prefeito Guilherme Pasin e de deputados gaúchos fez com que o Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite fosse o primeiro a anunciar o fim do tributo. Com informações da Adega

Exportações de móveis e colchões fecharam o ano de 2020 com um crescimento de 5,1%

As exportações de móveis e colchões fecharam o ano de 2020 com um crescimento de 5,1% em volume em relação ao resultado do acumulado de 2019. Em termos de valores exportados, US$ 628,2 milhões, houve recuo de 2,5%, também comparado com o ano anterior. O preço médio geral dos produtos exportados apresentou decréscimo de 6,8%. Desse modo, refletido em números, mostra uma média de US$ 0,13 centavos por quilo, com o recuo de US$ 1,92 em 2019, para US$ 1,79 em 2020, no valor médio por quilo exportado. Essa queda foi mais do que compensada pela valorização do dólar americano frente ao real, em taxa próxima a 40% em 2020 frente a 2019. Os dados são da Conjuntura de Móveis, relatório mensal idealizado pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) em parceria com o Iemi – Inteligência de Mercado . 

Vinícola Guatambu lança vinho em lata

Recente estudo realizado pela consultoria Dotz, afirma que o jovem de até 30 anos passou a consumir mais vinho, o aumento nessa faixa etária foi de 38%, o que indica uma mudança no comportamento de compra e hábitos de consumo. Para aproveitar o momento e ajudar na democratização do vinho, a Vinícola Guatambu, de Dom Pedrito-RS, juntamente com um grupo de empresários, desenvolveu o vinho Mysterius. A vinícola desenvolveu os vinhos especialmente para a versão em lata. O Mysterius Veraz é um vinho tinto seco (com 14% de graduação alcoólica) e surpreendente, um corte de Cabernet Sauvignon, Tempranillo e Tannat; o Mysterius Intuição é um sedutor espumante (com 11,5% de graduação alcoólica), como deve ser: com aromas, borbulhas e todo o frescor. Linha chamada Mysterius teve investimento de 180 mil reais para adequação da linha de produção.