Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

Decotelli não resiste e pede pra sair

O professor Carlos Alberto Decotelli da Silva entregou nesta terça-feira (30) seu pedido de demissão do Ministério da Educação. A saída ocorre cinco dias depois de ter sido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. É uma reação ao desgaste provocado pela exposição na imprensa de uma série de controvérsias em seu currículo. Decotelli foi escolhido para assumir o MEC com a missão de “pacificar” a pasta. Isso porque tinha extenso currículo, e seu antecessor, Abraham Weintraub, acumulou polêmicas com Legislativo e Judiciário. Talvez tivesse habilidade para a missão, mas não resistiu a pressão e saiu.

Proamb anuncia nova data da Fiema Brasil

A diretoria da Proamb, organizadora da Fiema Brasil confirmou nesta sexta-feira, 26, a nova data do evento. Será nos dias 11, 12 e 13 de maio de 2021, em Bento Gonçalves. A Feira de Negócios, Tecnologia e Conhecimento em Meio Ambiente estava prevista para o mês de abril deste ano.

Luiz Fux é eleito presidente do Supremo Tribunal Federal

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito nesta quinta-feira (25) para a presidência da Corte pelos próximos dois anos. A eleição é feita entre os próprios ministros do tribunal. Fux foi eleito com 10 votos favoráveis e um contrário – é comum que o ministro que assumirá a presidência vote em seu vice. Ele assume em 10 de setembro, no lugar do ministro Dias Toffoli. As eleições no Supremo são protocolares. O STF adota para a sucessão de seus presidentes um sistema de rodízio baseado no critério de antiguidade. É eleito o ministro mais antigo que ainda não presidiu o STF. Também na sessão desta quarta, a ministra Rosa Weber foi eleita vice-presidente do Supremo.

Carlos Alberto Decotelli da Silva é o novo ministro da educação

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (25) por meio de uma rede social a nomeação do professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de ministro da Educação. Oficial da reserva da Marinha, Carlos Alberto Decotelli da Silva atuou como professor da Escola de Guerra Naval, no Centro de Jogos de Guerra, e presidiu o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) entre fevereiro e agosto do ano passado. Depois, passou para a Secretaria de Modalidades Especializadas do Ministério da Educação. Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), mestre pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), doutor pela Universidade de Rosário (Argentina) e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha

Senado aprova novo marco do saneamento

O Senado aprovou nesta quarta-feira (24) o projeto que institui o novo marco legal do saneamento básico e facilita a ampliação da participação privada no setor. O texto, aprovado por 65 votos a 13, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro. A proposta tem como objetivos a universalização do saneamento (prevendo coleta de esgoto para 90% da população) e o fornecimento de água potável para 99% da população até o fim de 2033. Atualmente, o saneamento é prestado majoritariamente por empresas públicas estaduais. O novo marco legal visa aumentar a concorrência. Em março, estudo do Instituto Trata Brasil e da GO Associados obtido pelo G1 informou haver quase 35 milhões de brasileiros sem acesso à água tratada e mais de 100 milhões sem coleta de esgoto. Além disso, menos da metade (46%) do esgoto gerado nos país é tratado.Outro estudo obtido pelo G1 e pela TV Globo, mostrou que, em 2018, o desperdício de água chegou a 6,5 bilhões de metros cúbicos de água, o equivalente a 7,1 mil piscin

Pandemia nos EUA volta a registrar números acima de 30 mil em 24h

A pandemia do coronavírus nos Estados Unidos tem dado indícios de que uma segunda onda pode afetar o país. O dado mais evidente da evolução da epidemia é o número de novos casos de contaminados, que chegou aos patamares de dois meses atrás, quando o coronavírus se mostrava no pico da curva de contaminação. Segundo dados da universidade americana Johns Hopkins divulgados nesta quarta-feira (24), o número de pessoas que tiveram um diagnóstico positivo para a covid-19 nas últimas 24 horas foi de 34.700. A marca diária só foi ultrapassada até hoje em outros dois dias de abril, quando mais de 36.000 pessoas foram contaminados.

Curitiba: De exemplo a colapso. Casos se multiplicam na capital do Paraná

Pouco mais de 100 dias após registrar os cinco primeiros casos de coronavírus, Curitiba, capital do Paraná, passou de uma situação confortável para dramática em relação à pandemia. Até metade de maio, eram 600 casos de covid-19 e taxa de ocupação de UTIs que não ultrapassava os 50%. Em março, quando entraram em vigor as medidas de isolamento social, a adesão dos curitibanos foi boa, bem como a obrigatoriedade do uso de máscara nos locais públicos. Com o surto controlado, a prefeitura de Curitiba relaxou as regras e permitiu a reabertura de shoppings, restaurantes, igrejas, templos e academias no dia 20 de maio. O resultado: os casos quintuplicaram. Na segunda-feira (22), eram 3.032 casos confirmados e 114 óbitos. Na terça-feira passada (16 de junho), houve recorde de 510 registros. Em todo o Paraná, são 14.336 casos e 460 mortes, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A ocupação dos 223 leitos de UTI do SUS exclusivas para a covid-19 na cidade beira 80%. Na semana pass

Pandemia acelera em Caxias. Brasil tem mais de 53 mil e o RS mais de 22 mil

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul, divulgado nesta quarta-feira (24), aponta 805 moradores que testaram positivo para o coronavírus. A taxa de ocupação dos leitos de UTI na cidade está em 68,3% — sendo 78% no SUS e 61% no sistema privado. Há pelo menos três dias seguidos os números de contaminados não param de crescer. Desde o dia 1º de junho, apenas em dois dias não houveram confirmações de mortes por coronavírus na região. Todos os demais, teve pelo menos uma vítima registrada. A macrorregião Caxias do Sul soma 73 mortes até o momento, sendo 36 apenas neste mês. Uma média de três óbitos a cada 48 horas. O Brasil chegou a 53.830 mortes ao registrar 1.185 novos óbitos nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde. O balanço também aponta o acréscimo de 42.725 infectados, elevando o acumulado para 1.188.631. Desse total, 649.908 estão recuperados (54,7%), conforme a pasta, que ainda informa 3.904 mortes sob investigação. O Rio

Senado aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020

O Senado Federal aprovou em primeiro turno por 67 votos a oito, na tarde desta quarta-feira (23), o adiamento das eleições municipais para prefeitos e vereadores em 2020. A proposta ainda precisa passar por uma nova votação, que exige a aprovação de pelo menos 49 senadores. O relatório final da proposta de emenda à Constituição (PEC) definiu os dias 15 e 29 de novembro para sua realização por causa da pandemia do coronavírus. As datas ainda podem ser alteradas na apreciação das emendas ao projeto. As convenções partidárias ficam para datas entre 31 de agosto e 17 de setembro.  Apesar de já haver consenso no Senado sobre o adiamento das eleições municipais, na Câmara o assunto ainda encontra resistência. O impasse entre as duas Casas impediu a formação de uma comissão mista de deputados e senadores para estudar o adiamento. Para passar na Câmara, a proposta precisa ser aprovada pelo plenário em dois turnos e obter o apoio de pelo menos três quintos dos deputados (308 votos). Em reuni

Cerca de 30% dos contribuintes ainda não enviaram declaração do IR

A uma semana para o fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020, cerca de 30% dos contribuintes ainda não acertaram as contas com o Leão. Até as 17h de hoje (23), 22.621.358 pessoas haviam enviado o documento à Receita Federal. O total enviado equivale a 70,7% dos 32 milhões de declarações esperadas para este ano. O prazo de entrega começou em 2 de março e vai até 30 de junho. Inicialmente, o prazo acabaria no fim de abril, mas a data foi prorrogada por dois meses por causa da pandemia do novo coronavírus. A Receita Federal derrubou a exigência do número do recibo da declaração anterior e adiou o pagamento da primeira cota ou cota única para junho. Em relação às restituições, o cronograma dos lotes de pagamento, que começa em maio e acaba em setembro, está mantido. Quem declara no início do prazo tem prioridade para receber a restituição, caso não a preencham com erros e omissões. Pessoas com mais de 60 anos, com moléstias graves ou deficiênci

PRONAMPE começa a ser operado pelos bancos

A nova linha de crédito para micro e pequenas empresas da Caixa Econômica Federal já está valendo desde o último dia 16 de junho. Porém, a maioria dos grandes bancos interessados em aderir ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) deve começar a operação apenas em 15 de julho. O Pronampe oferece empréstimos com limites de até 30% da receita anual de 2019. Destinado ao desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte, foi instituído pela Lei nº 13.999, de 18 de maio de 2020. As operações de crédito poderão ser utilizadas para investimentos e capital de giro isolado ou associado ao investimento. Isso significa que as micro e pequenas empresas poderão usar os recursos obtidos para realizar investimentos (adquirir máquinas e equipamentos, realizar reformas) e/ou para despesas operacionais (salário dos funcionários, pagamento de contas como água, luz, aluguel, compra de matérias primas, mercadorias, entre outras).  Os principai

Cooperativa e startup gaúcha investem no rastreamento das uvas

Um projeto criado pela agtech gaúcha Elysios Agricultura Inteligente busca fazer o cultivo de uva no Rio Grande do Sul controlado e rastreado. Desenvolvida em conjunto com a Cooperativa Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves, a solução usa Internet das Coisas (IoT) e Big Data.   A plataforma foi adaptada à cultura da uva para suprir necessidades de, por exemplo, assistência técnica e rastreabilidade. A ideia é que o produtor foque a sua energia e tempo nos cuidados do manejo da planta, enquanto a tecnologia faz o levantamento e controle, com segurança, das estimativas e variáveis da lavoura. A solução desenvolvida agtech, como são chamadas as startups do agro – foi criada por um grupo de ex-alunos da UFRGS, com foco inicial no setor de hortifruti e pode ser adaptada conforme a necessidade de cada cultura. No caso dos produtores de uva, o objetivo é garantir a alta qualidade ao produto, por meio da rastreabilidade, controle de pragas e doenças, intempéries, entre outras situações

Mais de 1 milhão de casos confirmados de Covid-19 e o povo tá nem aí

Praias de todo o Brasil, cheias. No litoral do RS, também muita gente resolveu ir para a praia. Parques e praças também estiveram cheias. O domingo de sol foi prato cheio para quem não tá nem aí com a pandemia. No Rio, no Nordeste, em Santa Catarina, no RS, em todo o lugar, tinha muita gente. Em Itajaí, um dia antes de começar a valer o decreto que proíbe o acesso aos espaços públicos de lazer, imagens mostram como a região chegou a uma aceleração da pandemia. A praia Brava estava lotada. A aglomeração que se viu na areia, durante o dia, repetiu-se à noite, quando os bares da Praia Brava ficaram lotados. A sensação é de que as pessoas não se importam com a possibilidade de adoecerem, ou de transmitirem um vírus para o qual ainda não há vacina nem medicação comprovadamente eficiente. Uma roleta-russa ancorada no negacionismo e em uma absoluta falta de empatia. Deus proteja e abençoe nossos médicos e enfermeiros.

Estudo identifica bares e academias como ambientes de supercontaminação

Um estudo feito por pesquisadores japoneses mapeou lugares considerados como ambientes de supercontaminação da Covid-19. A pesquisa considera lugares onde mais de cinco pessoas podem ser contaminadas pelo novo coronavírus. "Publicado no periódico Emerging Infectious Diseases, que é ligado ao Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) norte-americano, em 10 de junho, o estudo aponta as unidades de saúde como o principal lugar de risco de supercontaminação. O resultado é óbvio, já que este é o ambiente onde circula o maior número de pessoas doentes em busca de tratamento. Entretanto, a sequência da lista é que é um alerta: bares e casas de festa são apontados como ambientes de supercontaminação também (16%). Em um único evento de música ao vivo, 30 pessoas ficaram doentes. A porcentagem de casos se assemelha a outros locais de atendimento como casas de repouso e clínicas, e acima até dos escritórios (13%). Os pesquisadores conseguiram identificar 22 dos 61 casos, e quand

Ainda é muito cedo para relaxar os cuidados de contaminação

A pandemia do novo coronavírus deve adiar as atividades convencionais no país por mais tempo do que se espera. As projeções iniciais de que em junho a vida do brasileiro estaria voltando ao normal vêm caindo cada vez mais por terra. Para especialistas em saúde, o país não volta à “vida normal” antes de agosto. No RS com a chegada do inverno neste sábado, os próximos 30 dias serão determinantes para a manutenção da capacidade de atendimento da rede de saúde pública. O próprio governador Eduardo Leite avisa que baseados no histórico das doenças respiratórias no Estado, será duro ainda as próximas duas ou três semanas. Ou seja: o resto de junho e mais um pedaço de julho. Os gaúchos terão de reforçar a vigilância. A previsão segue declarações do Ministério da Saúde. Em março, o ministro Luiz Henrique Mandetta havia afirmado que “em agosto ou setembro a gente deve estar voltando [à normalidade], desde que seja construída a imunidade de mais de 50% das pessoas”. Especialistas afirmam

Veja como estão os casos de COVID na serra

Neste domingo, 21 cidades da serra continuam confirmando novos casos de COVID e mortes. O terceiro fim de semana do mês de junho é o de maior confirmação de mortes em pouco mais de 100 dias de pandemia na Serra. No total, quatro pessoas perderam a vida por complicações decorrentes do coronavírus. A prefeitura de Bento Gonçalves informou, neste domingo (21), o 25º óbito de um morador do município. Entre sábado e domingo, a Serra Gaúcha também registrou mortes em Caxias do Sul, Farroupilha e Flores da Cunha. No mês, já foram confirmados 30 óbitos. Casos por cidades Cidade Casos Recuperados Mortes Alto Feliz 3 0 0 André da Rocha 1 0 0 Antônio Prado 4 3 0 Barão 5 2 0 Bento Gonçalves 924 775 25 Boa Vista do Sul 14 12 1 Bom Jesus 47 43 0 Bom Princípio 52 46 1 Casca 12 12 0 Cambará do Sul 2 2 0 Campestre da Serra 6 2 0 Canela 30 25 1 Carlos Barbosa 243 220 4 Caseiros 8 7 0 Caxias do Sul 637 339 10 Coronel Pilar 1 0 0 Cotiporã 7 1 0 Dois Lajeados 2 1 0 Esmeralda 7

Serra volta para bandeira laranja

Devido à piora nos indicadores de propagação da Covid-19 e da capacidade de atendimento do sistema de saúde, cinco regiões migraram para bandeira vermelha na sétima rodada do Distanciamento Controlado. O mapa preliminar foi divulgado pelo governador Eduardo Leite em transmissão ao vivo pela internet no fim da tarde deste sábado (20/6) mas associações de municípios podem, conforme os novos ajustes na sistemática do modelo, apresentar recurso em até 24 horas (18h de domingo). Na segunda-feira (22/6), o Gabinete de Crise fará nova análise e divulgará à tarde as bandeiras definitivas, que serão vigentes de 23 a 29 de junho. Com o avanço da doença, o Rio Grande do Sul apresenta uma predominância de bandeiras laranja e vermelha. Ao todo, 12 das 20 regiões sofreram mudanças nesta rodada. Contudo, segue sem nenhuma bandeira preta (risco altíssimo). Conforme a análise preliminar, oito regiões tiveram piora na classificação final e, portanto, terão maiores restrições de suas atividades.

Prisão de Fabrício Queiroz é um baita problema para família Bolsonaro

Por  Dora Kramer   Por enquanto o maior problema para o presidente  Jair Bolsonaro  relacionado à prisão de  Fabrício Queiroz  não é nem a perspectiva de que ele venha a “entregar”  Flávio Bolsonaro  nos depoimentos ao Ministério Público ou a partir de um possível acordo de delação premiada. No momento o grave mesmo é a série de indícios de envolvimento de Bolsonaro e família evidenciado pelos esforços para esconder Queiroz. Não fosse isso talvez os Bolsonaros pudessem ainda simular distanciamento do personagem. O mais complicado para o presidente é o fato de Queiroz ter sido encontrado num sítio de propriedade de Frederick Wassef, advogado de Bolsonaro e do filho Flávio, que em entrevista no ano passado à jornalista Andreia Sadi havia dito que desconhecia o paradeiro de Fabrício Queiroz. Isso, quando ele já se encontrava na casa de campo de Wassef em Atibaia (SP). Queiroz não tinha mandado de prisão contra ele. Então, por que escondê-lo? Se o advogado alegar que não o estava

Brasil registra 1.238 mortes em 24 horas

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) atualizou nesta quinta-feira, 18, os dados do avanço da Covid-19 em todo o Brasil. Nas últimas 24 horas, houve incremento de 22.765 diagnósticos. Em números totais, o país chegou a 978.142 casos de coronavírus desde o início da pandemia. Em relação ao número de mortes, o país teve 1.238 novos óbitos no mesmo período, chegando a 47.748 no total. Os números foram confirmados pelo Ministério da Saúde A incidência da doença em todo o país é de 465,5 pessoas a cada 100 mil habitantes. A taxa de letalidade está em 4,9%. Segundo dados do Conass, houve uma redução de 2,4% no número de mortes e de 29,3% no número de casos em comparação com os dados de quarta-feira, 17.

Abraham Weintraub não é mais ministro da Educação

Abraham Weintraub não é mais ministro da Educação. Vai trocar o ritmo intenso do ministério para assumir cargo no Banco Mundial. É uma espécie de prêmio. Ele mesmo fez o anúncio nesta quinta-feira,17. Divulgou um vídeo nas redes sociais ao lado do presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo. No vídeo, Bolsonaro permaneceu com o semblante sério enquanto Weintraub lia seu discurso de despedida. Depois, afirmou: “Todos os meus compromissos de campanha continuam em pé e busco implementá-los da melhor maneira possível. (…) Jamais deixaremos de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo quiser.” Weintraub estava no centro de atritos entre o Poder Executivo com o Legislativo e o Judiciário. O chefe da Educação afirmou em reunião interministerial gravada em 22 de abril que, por ele, “colocava esses vagabundos na cadeia, a começar pelo STF” (Supremo Tribunal Federal). No último domingo, Weintraub compareceu a um ato de apoiadores do presidente Jair Bolsona

Copom derruba taxa de juros para 2,25% ao ano, menor patamar da história

Os diretores do BC (Banco Central) decidiram nesta 4ª feira (16.jun.2020) cortar a taxa básica Selic em 0,75 ponto percentual –como o esperado pelo mercado financeiro. Os juros-base agora são de 2,25% ao ano, renovando a mínima histórica.Esse foi o 8º corte consecutivo feito pelo colegiado.  A diminuição dos juros é uma forma de o Banco Central estimular a economia, que foi fortemente impactada pelos efeitos da pandemia de covid-19. A atividade econômica reduziu com a grande restrição no fluxo de comércio, serviço e pessoas. A redução da Selic também tem efeito sobre a taxa cambial, desvalorizando o real frente ao dólar. Isso porque os juros mais baixos deixam o país menos atrativo para investimentos externos.

Nova Fimma Brasil sairá em abril de 2021

A Movergs anunciou, nesta terça-feira, 16, a nova FIMMA Brasil, liderada pelo empresário Euclides Rizzi, além da nova data do evento, de 26 a 29 de abril de 2021

Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2020, será dia 7 de novembro

Enólogos brasileiros comemoram a chamada safra das safras, segundo a Associação Brasileira de Enologia (EBE). Isso porque o ano de 2020 apresentou um comportamento climático que, aliado às condições técnicas atuais, foi determinante para considerar esta a melhor safra de todos os tempos, ainda de acordo com a entidade. O resultado, será apresentado na Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2020, no dia 7 de novembro, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Para os representantes da ABE, o resultado deste anos impede que o evento seja anulado, mesmo que ele precise sofrer alterações como a redução no número de pessoas, por exemplo. Mesmo sem adiantar os detalhes sobre o que caracteriza essa safra histórica, que só deve ser apontada no evento, os organizadores afirmam que serão apresentados 30% da produção mais representativa de 2020, e degustadas as 16 amostras selecionadas neste grupo.

Entidades empresariais de Bento emitem nota de contrariedade a bandeira vermelha da região

O Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves recebeu com indignação a decisão tomada pelo Governo do Estado que coloca a região da Serra na bandeira vermelha e adotou postura de inconformidade e repúdio diante da determinação. “No nosso entendimento, a decisão tomada é inadmissível, inconcebível. Não podemos aceitar ou permitir que isso aconteça”, afirma o presidente da entidade, Rogério Capoani. O CIC-BG está articulando contatos com entidades do município e também de cidades vizinhas da região, com a Assembleia Legislativa do Estado e com o poder Legislativo local buscando contrapor enfática e veementemente a decisão tomada pelo Governo do RS. Há, também, contatos em andamento com o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, externando a discordância e repassando informações que subsidiam o posicionamento contrário adotado pela entidade. Comércio também não concorda A Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves também assumiu posicionamento de repúd

Prefeitos da Serra mostram inconformidade com aumento de restrições

Deu na ZH O primeiro dia de bandeira vermelha na Serra, dentro dos critérios estabelecidos pelo modelo de distanciamento controlado do governo do Estado, é marcado pelo clima de revolta entre os prefeitos da região. Ainda que a maioria das cidades tenha aumentado as restrições para abertura do comércio e dos serviços nesta segunda-feira (15), acatando decisão do Palácio Piratini, a região também teve prefeituras que decidiram não fechar os estabelecimentos. Às 18h, prefeitos da Serra deverão se reunir com o governador Eduardo Leite para discutir a situação da região. O presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) e prefeito de Cotiporã, José Carlos Breda (PP), avalia que faltou diálogo por parte do governo do Estado para conduzir a mudança de status, migrando da bandeira laranja para a vermelha. O dirigente avalia que não era necessária uma ação tão rigorosa, já que há leitos de UTI disponíveis e muitos municípios têm capacidade para reforçar a est

Uvibra, Agave e Fecovinho pedem barreiras ao vinho importado

Os produtores nacionais estão pedindo barreiras de importação de vinho ao Ministério da Economia. Em documento assinado por três entidades que representam o setor: a Uvibra, que reúne os produtores; a Agave, que traz os produtores gaúchos de vinho comum e de suco de uva; e a Fecovinho, das cooperativas gaúchas, pedem uma alíquota fixa do Imposto de Importação de 27% para vinhos e espumantes, “principalmente para os produtos oriundos do Chile”, por pelo menos cinco anos. Em seguida, eles reivindicam também a criação de um mecanismo de controle de importações, “mediante aprovação prévia das licenças de importação, como forma de criar barreiras não tarifárias para ingressos dos vinhos importados (vinhos e espumantes) por, pelo menos, cinco anos”. No documento, há também o pedido para que seja proibido o ingresso de vinhos e espumantes que não atendam a legislação brasileira sobre os patrões de identidade e qualidade. Explica-se: a lei chilena permite o uso de água no vinho, enq

Quatro regiões passam para bandeira vermelha no RS. Serra deverá ter comércio fechado a partir de segunda-feira

O Estado registrou quatro situações de bandeira vermelha nos cálculos do modelo de Distanciamento Controlado. As regiões de Caxias do Sul, Santo Ângelo, Santa Maria e Uruguaiana passaram de bandeira laranja para vermelha nesta sexta rodada do modelo, divulgada neste sábado (13/6) e que entra em vigor na próxima segunda-feira (15/6), com vigência no mínimo nas duas próximas semanas. Nas demais regiões que permaneceram na classificação amarela ou laranja, a validade vai até 21 de junho. "Os indicadores dessas regiões apuram que há aumento de contágio e menor disponibilidade hospitalar de atendimento. Não é motivo para pânico, mas é um alerta de que precisamos reduzir essa velocidade de contágio para evitar que, lá na frente, haja um colapso do sistema hospitalar. É assim que conseguiremos proteger a todos no nosso Estado. Reforço meu apelo a todos aqueles que estão nessas regiões para que atendam às diretrizes dos protocolos, e a todos que puderem, que fiquem em casa", d