Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

Antes do horário de rádio e TV, votação pró Alckmin cresce em SP, maior colégio eleitoral do país

Levantamento do Paraná Pesquisas em São Paulo aponta Jair Bolsonaro (PSL) à frente na disputa pelo Planalto no cenário sem o ex-presidente Lula. O militar tem 23,1% das intenções de voto, contra 17,0% do ex-governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB) que cresceu consideravelmente, mesmo sem o inicio da campanha de rádio e TV onde ele possui amplo espaço. Atrás dos dois, aparece Marina Silva (Rede), com 11,0%. O candidato do PT, Fernando Haddad registra 7,3% das intenções de voto, empatado com Ciro Gomes (PDT), que tem 7,0%. Os dados foram divulgados nesta sextaª feira (31.ago.2018).

O desafio de Eduardo Leite e Geraldo Alckmin: Crescer entre os seus

Não há dúvida que a candidatura ao governo do estado do RS de Eduardo Leite (PSDB), como também de Geraldo Alckmin à presidência irão crescer nos próximos dias. Ambos possuem o maior tempo de TV e rádio, mas também possuem importantes coligações e apoios. Mas há um fato que está travando o crescimento mais acelerado dessas candidaturas. O de que muitos candidatos a deputado estadual e federal estão fazendo santinhos e deixando em branco o local para indicação do governador e do presidente. Ou seja, fazem de forma independente sua campanha, ou pior apesar de estarem coligados na majoritária estão apoiando candidatos adversários. No RS, por exemplo, o ex-governador Jair Soares aprofundou, o racha entre a militância do PP no estado, onde alguns apóiam Bolsonaro e outros simplesmente não seguem as orientações da coligação que tem Eduardo Leite e Geraldo Alckmim como candidatos. O coordenador da campanha de Alckmin no Estado, o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin (PP) disse à jor

Temer segue deixando vultuosa conta para o próximo presidente pagar

Três semanas após os ministros do STF aprovarem reajuste de 16,38% para seus salários, o presidente Michel Temer fez acordo com o Judiciário para incluir o aumento no Orçamento de 2019, a ser enviado amanhã ao Congresso. Em contrapartida ã aprovação pelos senadores da alta salarial — que já passou na Câmara— , o STF concordou em retirar da magistratura federal o auxílio-moradia. Para técnicos da Câmara, a contado reajuste, que elevará a R$ 39,2 mil o salário no STF, será de R$ 1.1 bilhão em 2019. O auxílio-moradia custa R$ 530 milhões. A decisão do presidente Michel Temer fará com que a folha de pagamento do funcionalismo da União cresça 13,7% acima da inflação de 2017 a 2019. Com ajuda do Congresso, o funcionalismo obteve aumentos que resultam em R$ 38,1 bilhões a mais de gastos. O sucessor de Temer terá de arcar já em 2019 com um aumento real de 4,4% nas despesas com salários, aposentadorias e pensões. São R$ 6,9 bilhões a mais, recursos que teriam sido economizados caso Temer tiv

Desconstrução é finalidade comum as entrevistas já exibidas em alguns programas de TV

A série de entrevistas que a Globo tem levado ao ar com os presidenciáveis, cujo único objetivo é desconstruir a imagem dos candidatos tem sido objeto de memes e polêmica, sobretudo pela falta de conteúdo que poderia ser útil ao eleitor brasileiro. Nesta quarta-feira, finalmente o primeiro candidato que conseguiu calar Bonner e Renata com respostas apropriadas recheadas de planos e propostas de governo, foi Geraldo Alckmim. Bem humorado, mostrou segurança quanto à possibilidade de crescimento de sua candidatura, chegando a brincar que seu sonho é cobrir uma eleição em que os jornalistas sejam os candidatos para perguntar a eles por que não decolam. Na bancada do principal noticiário do país, passou 15 minutos respondendo a inquirições sobre corrupção, começando com acusações de caixa2 envolvendo o cunhado, passando pela companhia indesejada de aliados acusados no Centrão e no PSDB e desembocando nas obras só Rodoanel. Perguntas de jornalistas na tarefa primordial de desconstruir. As

Alckmin na TV: peça para comover eleitor de Bolsonaro

Inicia amanhã (31) o período de campanha de rádio e TV. Os materiais dos candidatos já estão finalizados, praticamente prontos e aprovados, salvo alguma decisão de mudança de última hora. Alckmin que terá o maior tempo de TV e rádio usará a estratégia de ir para cima de Bolsonaro e buscar desconstituir a imagem daquele que lidera as pesquisas de intenção de voto. No jingle de Alckmin há menção a Bolsonaro e a Lula. A campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) se inspirou em uma premiada campanha inglesa pró-desarmamento para estrear seu arsenal contra Jair Bolsonaro (PSL) na TV. Batizado de “A bala”, o filme do tucano não faz menção ao rival, mas ataca uma das ideias que movem o eleitor dele. Ao som de música clássica, o projétil de uma arma atinge objetos que simbolizam fome, desemprego e saúde. No último quadro, ele encontra a cabeça de uma criança. “Não é na bala que se resolve”, diz a legenda. O filme estrangeiro que inspirou a equipe de publicidade do tucano foi o “Kill the guns”, ou “

Globo abre série de entrevistas com candidatos onde só Bonner e Renata falam

Na edição desta segunda-feira (27) do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos e William Bonner entrevistaram Ciro Gomes. O telejornal irá conversar durante esta semana com os presidenciáveis que estão liderando as pesquisas. Nesta terça-feira será a vez de Bolsonaro. Do tempo total destinado ao candidato ( 25 min), 40% do tempo do bate papo foi ocupado pelos jornalistas. Era Bonner entrevistando ele mesmo. Estavam mais interessado em polemizar em cima de declarações passadas de Ciro do que questionar sobre planos de governo e propostas de interesse da população. Em suma, uma entrevista que não discute país, que não discute proposta, que não discute nada. Rídiculo !

Alckmin e Ana Amélia Lemos estarão em Caxias nesta terça

O  candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) e sua vice, Senadora Ana Amélia Lemos (PP) estarão em Caxias nesta terça-feira. Os dois serão recebidos às 8h pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) em encontro aberto a empresários de Caxias do Sul e da região, no auditório da entidade. Depois os dois irão para a Expointer em Esteio.

TV e rádio serão decisivos para Alckmin assim como o voto estratégico de última hora

O cientista político, Antonio Lavareda, um dos mais renomados analistas de pesquisas eleitorais no país, acredita que quatro candidatos vão estar na disputa pelo Planalto no primeiro turno: o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), a ex-senadora Marina Silva (Rede), o ex-prefeito Fernando Haddad (no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). Este último pode ser beneficiado pelo espaço no horário gratuito de TV e rádio, enquanto Haddad (PT) deve herdar os votos do ex-presidente, que está preso em Curitiba desde abril. De acordo com Lavareda, o voto estratégico, que leva eleitores a buscar candidatos com mais chances, pode definir quem irá para o segundo turno. “Vai haver uma grande chance de o eleitor do Alvaro Dias (Podemos) e do João Amoedo (Novo) transferir seu voto para o Alckmin”, disse. Quanto ao ex-governador Ciro Gomes (PDT), o analista acredita que seu histórico de votos nas últimas eleições limita suas chances de disp

Até o final do ano Bento começará a tratar 30% do esgoto urbano

Mais um problema histórico está sendo resolvido em Bento Gonçalves. O saneamento básico. Depois de muitos atrasos no cronograma de obras da CORSAN, pactuado por contrato com o município, e devido a persistência, foco, determinação política e articulação do prefeito Guilherme Pasin (PP), finalmente a primeira estação de tratamento de esgotos do município saiu do papel e começou a tomar forma. As obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)  na localidade de Barracão, às margens da ERS 444, em Bento Gonçalves estão com 50%  executadas. O equipamento é pré-moldados, montado apenas no local e deverá entrar em funcionamento no final do ano. A estrutura atenderá a demanda dos cerca de 15 mil habitantes dos bairros Santa Marta, Santo Antão, Santa Helena, Barracão, Imigrante e Fenavinho. Isso representa o tratamento de 30% do esgoto do município. O valor da obra é de R$ 9.267.140,00, com financiamento da Corsan por meio do Programa de Aceleração do Crescimento.

Máquina de Vendas acerta recuperação extrajudicial

A varejista Máquina de Vendas, dona das redes Ricardo Eletro e Insinuante, protocolou plano de recuperação extrajudicial para reestruturar dívida de cerca de R$ 3 bilhões, sendo metade deste valor com fornecedores. O processo de reestruturação está sendo conduzido pelo grupo Starboard, companhia brasileira de private equity (que compra participação em empresas) e de reestruturação de empresas em dificuldades. A expectativa, é de que a Starboard faça um aporte de R$ 250 milhões na companhia e se torne controlador do negócio. Pelas conversas atuais, a Starboard – que tem o fundo americano Apollo como sócio – ficaria com 72,5%. O restante seria dos atuais controladores. Este desenho ainda pode ser revisto, disse uma fonte. Nas negociações, os fornecedores devem se dispor a liberar linhas de crédito à companhia de cerca de R$ 800 milhões. A empresa, que hoje está devendo para as indústrias, precisa desse fôlego para reabastecer suas unidades com produtos. Para completar o plano,

Brasil tem quase 2 mil cidades inviáveis, sem receita nem para o salário do prefeito

Um em cada três municípios brasileiros não consegue gerar receita suficiente sequer para pagar o salário de prefeitos, vereadores e secretários. O problema atinge 1.872 cidades que dependem das transferências de Estados e da União para bancar o custo crescente da máquina pública, segundo levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan). Alguns desses municípios foram criados após a Constituição de 1988, que facilitou esse movimento, e ainda não conseguiram justificar sua emancipação. Essa falta de autonomia financeira, porém, não impediu que voltasse ao Congresso um projeto de lei que permite a criação de 400 novos municípios. As informações foram publicadas pelo site da Gazeta do Povo. Hoje, a situação mais grave está em cidades pequenas, que não têm capacidade de atrair empresas - o que significaria mais emprego, renda e arrecadação. Em geral, contam com um comércio local precário e, para evitar a impopularidade, as prefeituras cobram poucos impostos. Há cidades e

Países que reduziram o tamanho de seus governos cresceram mais

Este estudo não é partidário (abrange governos do PSDB e do PT), não tem nada a ver com campanha eleitoral, mas mostra qual tem sido o rumo do Brasil de 1995 até hoje: para baixo. Em 1995, o Brasil (com renda por habitante de US$ 8.524) era mais rico do que sete países com nível semelhante de desenvolvimento: Croácia (US$ 8.477), Uruguai (US$ 8.045), Estônia (US$ 7.314), Turquia (US$ 7.000), Polônia (US$ 6.540), Lituânia (US$ 5.324) e Letônia (US$ 5.135). Em 2015, a Estônia liderava o grupo (US$ 17.003 – valor constante, dólar de 2010; seguem-se Lituânia (US$ 15.347), Polônia (US$ 14.655), Letônia (US$ 14.320), Uruguai (US$ 13.944), Croácia (US$ 13.876), Turquia (US$ 11.523). E, na rabeira, Brasil (US$ 11.212). A pesquisa é da Fundação Índigo de Políticas Públicas, com números oficiais do Banco Mundial. Uma curiosidade, observada por este colunista: quem cresceu foram os países que reduziram o tamanho de seus governos. ( Carlos Bickmann)

Presidenciáveis no Sul

Os candidatos à presidência fazem roteiro eleitoral no RS nos próximos dias. Henrique Meirelles, candidato à presidência da república pelo MDB vem ao Estado nesta sexta-feira. Vai fazer campanha de rua nas cidades de Caxias do Sul e Novo Hamburgo, acompanhado do candidato à vice, o ex-governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto. Meirelles também terá a companhia do governador José Ivo Sartori, candidato à reeleição, de José Fogaça (MDB) e Beto Albuquerque (PSB), candidatos ao senado.  Geraldo Alckmin (PSDB) chega segunda-feira. Terça estará em Caxias do Sul onde terá reunião com empresários, lideranças regionais e políticos. Depois irá para a Expointer em Esteio. Jair Bolsonaro (PSL) também deve vir ao Estado na próxima semana. Além de visitarem a Expointer, os dois candidatos confirmaram presença no “Brasil de Ideias”, painel promovido pela revista Voto.  Alckmin estará no Hotel Sheraton na segunda-feira e Bolsonaro na quarta-feira.

Bandeirantes apresenta índice com a média de todas as pesquisas eleitorais

O Índice Eleitoral Band, levantamento feito pelo Ipespe - Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, apresenta pela primeira ve...  Índice Eleitoral Band, levantamento feito pelo Ipespe - Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, apresenta pela primeira vez nestas eleições a média das pesquisas para presidente da República. Considerando o candidato à vice-presidente na chapa do PT, Fernando Hadd substituindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida eleitoral, quem mais se beneficia nesse cenário é Jair Bolsonaro (PSL). O levantamento considera apenas os votos válidos, ou seja, não leva em conta os entrevistados indecisos ou que declararam voto branco ou nulo. O Índice Eleitoral Band fez ainda um balanço da preferência do eleitorado por região. No Norte e no Centro-Oeste, Jair Bolsonaro aparece na frente com 40% das intenções de voto. Ele também lidera no Sudeste, com 34%, e no Sul, com 37%. No Nordeste é Marina Silva quem lidera,  com 26%, s

Armazém das compras reúne várias promoções em vestuário

O fim de semana será de boas compras para quem visitar o Armazém das Pontas 2018 – maior ponta de estoques da região que chega a sua décima edição reunindo 28 expositores de moda feminina, masculina, infantil e acessórios. A programação iniciou na manhã de sexta-feira, 24 e segue até domingo, 26. no Salão Paroquial do bairro São Roque. A promoção é da Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves e o horário de funcionamento é das 9h às 19h,. Os ingressos custam R$ 2,00 e podem ser adquiridos diretamente no local.

Começa a Expointer em Esteio

Muitas atrações estão reservadas para o primeiro dia da 41ª Expointer, que começa neste sábado (25) no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A abertura dos portões na praça central ocorre às 9h. Em seguida, as autoridades se dirigem à Feira da Agricultura Familiar, às 10h. Pela tarde, a partir das 15h, acontece a abertura oficial do evento no Restaurante Internacional, com discursos e outorga da Medalha Assis Brasil. Logo depois, está agendada a outorga da Medalha Assis Brasil, agraciando pessoas por serviços prestados na área da agricultura e pecuária. São eles Ricardo Barbosa Alfosin (presidente da Comissão Especial de Direito Agrário e do Agronegócio da OAB/RS); Rogério Jacob Kerber (consultor e presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal) e Vasco Antônio da Costa Gama (agropecuarista e criador de gado, ovino e equinos). No ato solene, participam o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o governador José Ivo Sartori, secretários

Sintoma: Filiados dos partidos coligação de Alckmin dizem votar em Bolsonaro

Tudo bem que dizer é uma coisa, votar é outra. Muitos daqueles que afirmam preferências nas pesquisas não irão necessariamente fazer o que dizem. Há um fenômeno que explica em parte porque Bolsonaro tem tanta preferência assim dos eleitores em todas as regiões do país. Até mesmo no sul. O candidato do PSL também leva a melhor em São Paulo, reduto de Alckmin, que governou o estado nos últimos sete anos. Pesquisa do Datafoha revela que o eleitor do PSDB prefere Bolsonaro à Alckmin. Em pergunta sem a lista de candidatos, 22% dizem que votariam no deputado, contra 14% do tucano. O cenário muda quando os pesquisadores mostram a lista de candidatos. No cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Alckmin fica com 34% das intenções, contra 27% de Bolsonaro. Se Lula, que está preso e virtualmente inelegível, disputar, ele leva 13% dos votos, mas Alckmin lidera com 31% e Bolsonaro tem 24%. Isto é, o desafio de Alckmin é conquistar o voto dentro do próprio partido e dos partido

Expoagas 2018 encerrou está semana projetando crescimento para o setor nos próximos meses

Em busca de diferenciais de competitividade, novas parcerias e soluções para o momento de instabilidade econômica, representantes de 6,7 mil empresas do varejo, indústria e canal distribuidor participaram no Centro de Eventos Fiergs em Porto Alegre até o final da quinta-feira (23) para a 37ª Expoagas 2018. Segundo o balanço divulgado pelo presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, e aferido pelo Instituto Segmento Pesquisas a partir de levantamento realizado nos primeiros dois dias da feira junto a 102 expositores, o volume de negócios concretizados até o final do evento deve ter atingido R$ 508,5 milhões, crescimento de 5,5% sobre a edição passada do encontro.  Além da feira de negócios, que reuniu 48,2 mil visitantes em seus três dias e antecipou tendências em produtos, equipamentos e serviços para o setor varejista, a Expoagas 2018 proporcionou um ciclo de palestras com conferencistas como Drauzio Varella, Miguel Falabella e Ricardo Boechat, entre outros, bem como seminários técn

O homem mais famoso, entre os brasileiros, é Lula.

Tempos atrás, Pelé repetiu John Lennon: disse que era mais famoso do que Jesus Cristo. Argumentou que na Ásia, por exemplo, muita gente não sabia quem foi Jesus, mas todos sabiam quem foi Pelé. Talvez isso tenha sido verdade, no passado. Não agora. Agora, Pelé nem é o brasileiro mais famoso. Nem ele, nem o outro rei, Roberto Carlos. Nem Neymar. Nem mesmo Silvio Santos. Há outros dois fatores que beneficiam Lula politicamente, além da celebridade que ele conquistou durante todas essas décadas. O homem mais famoso, entre os brasileiros, é Lula. Lula subiu no palco em 1979 e nunca mais desceu. Teve um momento de relativa insignificância ao longo do governo Itamar Franco, e só. Fora isso, esteve sob as luzes da mídia que ele tanto aprecia criticar. É por essa razão que Lula está na frente nas pesquisas de intenção de voto, ainda que seja certo que ele não vai ser candidato. A grande massa do povo brasileiro é desinformada, quando não iletrada, mas mesmo os analfabetos sabem quem é Lula.

As exportações de vinhos tranquilos e espumantes brasileiros tiveram alta de 39,3%

As exportações de vinhos tranquilos e espumantes brasileiros tiveram alta de 39,3% em volume e 32,8% em valor no primeiro semestre de 2018, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os produtos vinícolas foram comercializados para 29 países, somando 1.593.137 litros e negócios de US$ 3,6 milhões. As informações são do Ibravin. No ranking dos cinco principais destinos estão Paraguai, Estados Unidos, Cingapura, Colômbia e Reino Unido. As 42 empresas participantes do projeto setorial Wines of Brasil, realizado em parceria entre o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), responderam por 85% do resultado obtido.

Hoje, 31% dos eleitores dizem que votam num poste indicado por Lula

As últimas pesquisas eleitorais para a presidência reforçam a tese de que tudo dependerá de Lula que está na cadeia. A eleição passa pela cadeia em Curitiba. Pelo menos a definição no primeiro turno. Na última Lula pulou para 39%. Puxou o anti-Lula Bolsonaro para 22%. E se cacifou para içar Haddad das profundezas dos seus 4%. Hoje, 31% dos eleitores dizem que votam num poste indicado por Lula. Outros 18% afirmam que “talvez” votem. Marina e Ciro herdam parte do espólio de Lula. Mas podem sofrer baixas quando o dono da herança divulgar o seu testamento, na cela de Curitiba. ( Josias de Souza);

Três ex-ministros disputam o espólio de Lula

Na corrida ao Planalto, três candidatos vão travar uma guerra particular. Marina Silva, Ciro Gomes e Fernando Haddad foram ministros do governo Lula. Agora disputam o espólio do ex-presidente, que deve ser barrado pela Justiça Eleitoral. De acordo com o Ibope, 37% dos brasileiros querem votar em Lula. No cenário sem o petista, o grupo se dispersa. Os três ex-ministros avançam, mas ninguém desponta como herdeiro natural do lulismo. O número de indecisos ou dispostos a anular salta para 38%. Por enquanto, a mais beneficiada com a saída do ex-presidente é Marina. Na ausência de Lula, ela dobra sua intenção de votos. Pula de 6% para 12%, e assume a segunda posição na pesquisa. Ciro também herda uma parte do latifúndio lulista. Sem o ex-chefe, ele avança de 5% para 9%. Neste cenário, passa a ser visto como um candidato com chances de ir ao segundo turno. O terceiro aspirante ao espólio é Haddad. No momento, ele aparece com apenas 4% das intenções de voto. Mas seu crescimento parece quest

TRE divulga os tempos de TV dos candidatos ao governo do Rio Grande do Sul

José Ivo Sartori (MDB) e Eduardo Leite (PSDB) terão os maiores tempos na propaganda eleitoral de rádio e TV que começa no dia 31 de agosto. Os números oficiais foram divulgados no início da noite desta terça-feira (21) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Com nove partidos na aliança, Sartori terá 3min18s. Eduardo Leite terá 2min45s. Miguel Rossetto (PT) 1min27s. Jairo Jorge (PDT) terá 56 segundos, mas terá muito mais inserções que Rossetto por exemplo. A propaganda na televisão será transmitida das 13h às 13h25min e das 20h30min às 20h55min. No rádio, o horário de veiculação é das 7h às 7h25min e das 12h às 12h25min. Serão nove minutos para candidato a governador, nove minutos para deputado estadual e cinco minutos para senador. Às terças, quintas-feiras e sábados, a propaganda será para presidente (12min30s) e para deputado federal (12min30s). O que faz a diferença no rádio e na TV, não é o tempo total do programa. Embora ajude, poucas pessoas ficam o tempo todo assistindo o pr

Pesquisa Datafolha ratifica dados de outras pesquisas

A nova pesquisa liberada nesta quarta-feira pelo Datafolha confirma os números recentes do IBOPE e do CNT/MDA. Bolsonaro lidera com 22%, seguido de Marina Silva com 16%. O instituto insistiu num segundo cenário, com Lula. Neste cenário, Lula está com 39% e Bolsonaro com 19%, sendo que Marina registra 9%. Cenário sem Lula. O que se percebe pelo cenário mais provável e comparado com o cenário com Lula, é que Marina quase dobra de índice, levando boa parte dos votos de Lula. Ou seja, como Lula não poderá concorrer é provável que boa parte dos votos de Lula vão para Marina e não para Haddad. Marina carrega consigo a mesma figura que Lula. De um nordestino pobre que alcançou o mais alto cargo público do Brasil. Para os eleitores de Lula, só Lula se importou com os pobres, e Marina também se importa. Cenário sem Lula: Jair Bolsonaro (PSL) - 22% Marina Silva (Rede) - 16% Ciro Gomes (PDT) - 10% Geraldo Alckmin (PSDB) - 9% Alvaro Dias (Podemos) - 4% Fernando Haddad (PT) - 4% João Amoêdo (Nov

Placa padrão Mercosul passa a valer a partir de setembro

A partir de 1.º de setembro, o padrão das placas dos veículos do Brasil será substituído. A decisão foi tomada com base em um acordo realizado entre os países integrantes do Mercado Comum do Sul (Mercosul), em 2014. A ideia é padronizar as identificações e, segundo as autoridades, facilitar o processo de substituição de chapa ou primeiro emplacamento.A primeira data estipulada para que o novo padrão começasse a valer por aqui era janeiro de 2016. Desde então, a substituição para os modelos unificados foi postergada diversas vezes. É que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) tem encontrado dificuldade para determinar o processo de fornecimento das placas, que têm custo elevado.Além do preço mais alto, outra questão assombra as placas padrão Mercosul. Ao contrário da Argentina e do Uruguai, que já adotam o novo sistema de identificação conforme os parâmetros estabelecidos durante o acordo, o Denatran resolveu adicionar detalhes às chapas brasileiras.Para além dos códigos de b

Prefeito de Bento será coordenador estadual da campanha de Alckmin e Ana Amélia

O prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin (PP) será o coordenador estadual de campanha do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB). O convite foi feito nesta segunda-feira(20) em Porto Alegre pela Senadora Ana Amélia Lemos (PP) que é vice na chapa do tucano. Pasin é homem de confiança da Senadora . Além de um desafio pessoal ao jovem prefeito de Bento, o anúncio é um reconhecimento a liderança de Pasin, a sua capacidade de articulação e a exemplar gestão pública que tem feito em Bento Gonçalves. Para Pasin e para Bento é uma grande noticia e será ainda mais importante se a Alckmin e Ana Amélia forem eleitos. O prefeito de Bento vai se licenciar do cargo pelo período em que ficar fora.

Viverone Rio Grande será entregue em 2018

O Grupo Forma, que reúne empresários do setor imobiliário e investidores de Bento Gonçalves deve finalizar ,ainda este ano, o novo Viverone Hotel em Rio Grande. O hotel da rede Laghetto de Hotéis terá 18 andares e 168 apartamentos, nível de qualidade equivalente a quatro estrelas, três espaços de gastronomia e um centro de eventos. Localizado no Centro da cidade, será o edifício mais alto de Rio Grande. O novo hotel, será o 16° da Rede Laghetto .

Expoagas vai até sexta em POA

Foi aberta na manhã desta terça-feira a 37ª edição da Expoagas, numa realização da AGAS (Associação Gaúcha de Supermercados). A solenidade de abertura contou com lotação máxima no Teatro do SESI, na Fiergs, reunindo participantes do Estado e do País, além de representantes das associações estaduais e federais do setor, além de autoridades e lideranças empresariais. A Expoagas se estende até o dia 23, com fóruns, debates, oficinas e visitas técnicas, além de exposição e lançamento de produtos. São 347 expositores e a expectativa é de um público na ordem de 42 mil pessoas. A cerimônia de abertura contou com presenças como o vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli; o presidente da AGAS, Antônio Cesa Longo; o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), João Sanzovo Neto; além de outras autoridades e lideranças do setor. Longo conceituou a corrupção como o maior problema do País, porém explanou que uma reforma cultural na forma de agir e pen

Porque o funcionalismo estadual não vota em Sartori

Os servidores públicos estaduais que reclamam por não receberem salários em dia, mas recebem dentro do mês,  não votarão em Sartori não só por esta razão. É porque o PT e os sindicatos prestigiaram o funcionalismo com reajustes salariais, nomeações e concessões irresponsáveis que colocaram o RS no fundo do poço. O Ex-governador do PT, Tarso Genro recebeu uma Folha de R$ 13, 4 bilhões e entregou em R$ 21,6 bilhões (ano), só que com reajustes concedidos até o final do governo Sartori, que a elevaram até 2017 para R$ 27 bilhões, mais que o dobro. Os reajustes dados pelo petista dobraram (100% mais) o valor da Folha entre 2011 e 2017, período em que a receita cresceu 72% e a inflação 56%. Pelo orçamento para 2018 a folha vai a R$29 bilhões, portanto 116% a mais considerando a folha de 2010. As informações são do jornalista Polibio Braga que consultou os dados disponíveis no site da secretaria estadual da Fazenda.

Eleições 2018: Existem perguntas que ainda precisam ser respondidas

A última pesquisa Ibope, divulgada nesta segunda-feira (20) mostra Lula com 32% e Bolsonaro com 20%. Poucas horas depois outra pesquisa feira pelo CNT/MDA mostra Lula com 37,3%, Jair Bolsonaro com 18,8%, ou seja, ambos os institutos revelam paridade nos dados apurados. A confiabilidade das pesquisas é de 95%, isto é, muito pouco provável que os dados não estejam de acordo com o sentimento do eleitor neste momento. Em ambas as pesquisas Marina está em terceiro lugar, e é ela quem mais se beneficia, caso Lula não possa concorrer- o que é certo. Em ambos os estudos, Haddad ficaria atrás de Marina, Ciro e Alckmin. Questionados sobre o que fariam se Lula for impedido de disputar a eleição e declarar apoio a Haddad, 13% disseram que votariam no ex-prefeito de São Paulo, 14% que poderiam votar e 60% que não votariam nele de jeito nenhum. Faltam sete semanas para a eleição, e resta saber: Bolsonaro bateu no teto?, poderá crescer ou vai definhar? A TV empurrará Alckmin para o segundo turno?; Qu

Pesquisa RBS/IBOPE mostra gaúchos indecisos e Bolsonaro com 23%

A primeira pesquisa Ibope após o início oficial da disputa eleitoral mostra Lula liderando no RS. Ele tem 32% e é seguido por Jair Bolsonaro (PSL), que tem 20%. Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) tem 6%. Alckmin 5% e Álvaro Dias 2%. Na estimulada, sem Lula, Bolsonaro tem 23%, Marina, 13%, Ciro, 9%, Alckmin, 7%, Haddad, poste de Lula, 4% e Álvaro Dias, 3%. No cenário que é o mais provável, o de uma eleição sem o ex-presidente Lula, os indecisos e os que estão dispostos a votar nulo ou em branco chegam a 36%.

Até quando o PP vai compactuar com os constrangimentos que Ciro Nogueira provoca?

A campanha nem começou direito e a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) ao Palácio do Planalto está sendo boicotada dentro de sua própria coligação com transmissão ao vivo via rede social. O gesto público veio do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP, partido da senadora Ana Amélia (RS), candidata a vice do tucano. Na última sexta (17), Nogueira participou de uma caminhada em Teresina com o petista Fernando Haddad, vice-presidente na chapa de Lula, e Wellington Dias (PT), que disputa a reeleição para governador. Em vídeo divulgado por Haddad, Nogueira destaca a presença do ex-prefeito de São Paulo, faz o sinal do “L” e diz que está “lutando ao lado de Lula”. “Lula presidente”, afirma. No dia 26 de julho, ele estava ao lado de Alckmin na mesa em que foi anunciado o apoio dos partidos do centrão, incluindo o PP, à candidatura do ex-governador paulista. Candidato à reeleição ao Senado, Nogueira não surpreende. É daqueles parlamentares que forjam a carreira política na sombra, n

Classe média brasileira endividada

O total de brasileiros com dívidas em atraso atingiu nível recorde em julho, chegando a 63,4 milhões de inadimplentes, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), quase o equivalente à população da Itália. A piora nas expectativas com a economia e alta taxa de desemprego pesaram nesse resultado.  Os mais pobres ainda são os que mais devem, mas é entre famílias de maior renda que a inadimplência tem resistido, indica pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Enquanto o porcentual de famílias de menor renda com dívidas pendentes caiu de 29%, em julho de 2017, para 26,7%, agora, no grupo com renda superior a dez salários mínimos o índice alcançou 10,8%, ante 10,6% do mesmo mês do ano passado.  Em momento de aperto, o brasileiro tenta equilibrar o orçamento deixando de pagar principalmente as contas básicas, como as de água e luz, que têm juros mais baixos. O calote nesses débitos subiu 7,6% nos 12 meses encerrados em julho. No período,

Grupo Abril pede concordata

O Grupo Abril, que edita, entre outra publicações a revista VEJA e Exame, decidiu entrar com um pedido de recuperação judicial nesta quarta-feira, 15 de agosto.  A dívida submetida à proposta de recuperação judicial é da ordem de 1,6 bilhão de reais. O mecanismo da recuperação prevê um período de 180 dias em que a companhia não pode ser executada, para que a dívida seja renovada após a negociação da empresa com os credores. Os maiores credores são os bancos. Para atacar os problemas que afetam o negócio, a família Civita, controladora do Grupo Abril, contratou recentemente a consultoria internacional Alvarez & Marsal para um trabalho de reestruturação organizacional.

PT segue desafiando a justiça e registra candidatura de Lula à Presidência

O PT (Partido dos Trabalhadores) registrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nesta 4ª feira (15.ago.2018), Luiz Inácio Lula da Silva como candidato a presidente e Fernando Haddad como vice. Os documentos do pedido de registro foram protocolados às 17h12 e foram os últimos a ser entregues entre os 13 candidatos ao Planalto. O PT apresentou certidões sem antecedentes criminais expedida por São Paulo.De acordo com a Resolução número 23.548 do tribunal, editada no final de 2017, entre a documentação necessária para formalizar a candidatura, estão certidões criminais emitidas pela Justiça Federal de 1ª e 2ª instâncias, onde "o candidato tenha o seu domicílio eleitoral". Ocorre que Lula tem domicílio eleitoral em São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, e a condenação que o coloca na mira da lei da Ficha Limpa é do Paraná, confirmada, depois, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Ambas, portanto, fora do seu domicílio eleitoral. A esculhambação

Paraná Pesquisas: Bolsonaro lidera e outros três candidatos disputam vaga no 2º turno

O novo levantamento do Paraná Pesquisas, divulgado nesta quarta-feira (15), mostra o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) na liderança da corrida presidencial, com 23,9% das intenções de voto em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa. A outra vaga no segundo turno é disputada por Marina Silva (Rede) (13,2%), Ciro Gomes (PDT) (10,2%) e Geraldo Alckmin (PSDB) (8,5%) – empatados na margem de erro. Em um cenário com Lula na disputa, o petista lidera com 30,8% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro, com 22%. A pesquisa foi realizada entre os dias 9 e 13 de agosto de 2018, com 2.002 eleitores de todo o Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o n.º BR-02891/2018 para o cargo de presidente. Clique aqu i para ver a pesquisa completa:

Dall Onder terá mais três hotéis até 2020

Dall Onder em Garibaldi O empresário bentogonçalvense, Tarcísio Michelon, confirmou a rádio Gaúcha que vai investir R$ 195 milhões na reforma e na construção de novos hotéis. Tarcísio informou que em Outubro inaugura um centro de eventos e hotel com 204 apartamentos em 18 pavimentos às margens da RS 453. O Dall'Onder Axten Hotel, fica bem ao lado do Shopping Iguatemi. Em 2019, abrirá um hotel em Garibaldi. O Dall'Onder Ski Hotel, que será a quarta operação da rede e terá a temática voltada ao espumante já que a cidade é considerada a capital brasileira da bebida. Fica no terreno do antigo parque do Ski. E em 2020 ficará pronto o Dall'Onder Planalto Hotel . O empreendimento terá o formato condo-hotel, no qual os investidores locam o imóvel para a exploração hoteleira. Será ao lado do Madero. Os outros dois hotéis da rede, o Dall Onder Vitória e o Grande Hotel Dall Onder serão reformados, inclusive este último ganhará um espaçoso restaurante reposicionado com f

Assembleia gaúcha aprova importante projeto do governo gaúcho para a segurança

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira a criação do Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança Pública, que permite a empresas destinarem parte do pagamento de ICMS para a compra de equipamentos ao setor. A lei deve entrar em vigor nas próximas semanas, após ser sancionada e regulamentada pelo governo do Estado. É uma grande notícia para a segurança pública e uma exemplar iniciativa do governo gaúcho em propor alternativas para aumentar os investimentos na área. Pela proposta, a empresa poderá deduzir até 5% do ICMS para comprar equipamentos aos órgãos de segurança pública. No caso de uma pessoa jurídica que tenha R$ 1 milhão de ICMS devido, a interessada no programa pagaria R$ 950 mil em impostos, enquanto os outros R$ 50 mil poderiam ser utilizados para a compra de materiais como viaturas, armamento, munição ou câmeras de vigilância. Pela lei, a empresa também terá de doar outros 10% do valor deduzido. Para o mesmo exemplo, isso representaria uma doação de

Passou na comissão MP 836 mas agora com benefício ao setor moveleiro

A comissão mista que analisou a Medida Provisória 836/18 aprovou nesta terça-feira (14) o parecer do relator, deputado Pedro Fernandes (PTB-MA). Designado para a função em substituição ao deputado Eduardo Cury (PSDB-SP), Fernandes aceitou apenas 1 das 25 emendas apresentadas, além de acrescentar ele próprio um novo dispositivo ao texto enviado pelo Executivo. O dispositivo, emenda do relator, inclui na MP 836 , até 31 de dezembro de 2020, a indústria moveleira na chamada “desoneração da folha de pagamentos”. Esse segmento, afirmou Fernandes, é o oitavo que mais emprega no País, com 283 mil postos de trabalho em dez Estados. “Caso o setor não seja contemplado com essa medida, haverá impacto considerável no valor da mão de obra, nos custos em geral e na perda de espaço no mercado internacional, colocando em risco a manutenção de empregos e a geração de riqueza”, explicou o relator. O texto, que altera as leis 10.865/04 e 11.196/05, é uma das três MPs editadas pelo governo

Três candidatos à Presidência declararam patrimônio milionário

Seis candidatos a presidente já fizeram seus registros de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De todos, o que apresentou o maior patrimônio foi o engenheiro e administrador de empresas João Amoêdo, aposta do partido Novo. Ele declarou R$ 425 milhões em bens, um valor 265 vezes maior que os declarados por Ciro Gomes, do PDT, que possui o segundo maior patrimônio até o momento: R$ 1,6 milhão. Em sua declaração, João Amoêdo afirma que, além de possuir R$ 380 milhões em investimentos e aplicações, ele é dono de seis apartamentos, quatro salas, dois terrenos e uma casa. Ele tem também cinco veículos e um barco. confira os dados: JOÃO AMOÊDO (Novo) R$ 425.066.485,46 Vice: Professor Christian (Novo); ocupação declarada: cientista político; bens declarados: R$ 4.125.322,33 CIRO GOMES (PDT) R$ 1.695.203,15 Vice: Kátia Abreu (PDT); ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 2.690.466,21 CABO DACIOLO (Patriota) Não tem bem. Vice: Professora Suelene Balduino (Patriota); o

Socorro a estados e municípios custará R$ 90 bilhões

A ajuda do governo federal para o pagamento de dívidas de estados e municípios com a União terá impacto de R$ 90,3 bilhões nas contas públicas ao longo de três anos, de 2017 a 2019. O valor é quase o dobro do gasto em investimentos em 2017 (R$ 46 bi), importante para a retomada econômica. As informações estão em relatório de auditoria da dívida pública feita pelo Tribunal de Contas da União. Os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Alagoas e a capital paulista respondem por 90% desse rombo. O presidente Michel Temer sancionou em 2016 lei que alongou o prazo de pagamento da dívida de estados e municípios. Esse custo será de R$ 53,1 bilhões. Em 2017, passou avigorar o regime de recuperação fiscal dos estados — a despesa vai ser de R$ 37,2 bilhões.  Mesmo tratada como dívida, e em muitos casos oriunda de má gestão, o que é preciso ficar claro que o dinheiro que o governo federal vai usar para "ajudar" os municípios é dinheiro gerado pel

Urna é substantivo feminino.

Elas são 77,3 milhões e têm poder decisivo nas urnas, com maioria (52,5%) dos votos. É essencial prestar atenção ao que pensam e dizem sobre eleições, candidatos à Presidência e o futuro governo. Pistas surgiram na semana passada, em atualização semestral da série Retratos da Sociedade Brasileira, pesquisa realizada pelo Ibope e Confederação Nacional da Indústria. As mulheres (71%) se dizem céticas, mais pessimistas, mais indecisas e mais propensas a anular ou votar em branco do que os homens. Entre eles, essa proporção é bem inferior (64%), embora significativa. Pode-se atribuir essa repulsão generalizada, com forte tom feminino, às circunstâncias de uma eleição sob o estigma das revelações da Operação Lava-Jato (corrupção transparece como principal motivo para ausência, voto nulo ou branco.) Com os descontos, sobram percepções básicas sobre o país que as mulheres querem. Elas repisaram tudo aquilo que haviam indicado seis meses atrás na mesma pesquisa. As preocupações se distingu

Cármen defende Ficha Limpa; Wagner lança alerta ao PT

Na antevéspera do registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, defendeu ontem a Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis condenados por órgão colegiado da Justiça. “Leis eleitorais, nacionais, da maior importância, são de iniciativa popular”, disse a ministra. “A chamada Lei da Ficha Limpa foi um conjunto de cidadãos que levou ao Congresso Nacional aquilo que lhe parecia próprio.” Cármen afirmou que essa lei foi “considerada pela ONU uma das melhores que existem”. Condenado por corrupção e lavagem de dinheiro e preso desde abril, Lula já teve sua condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região.  Também ontem, o ex-governador da Bahia Jaques Wagner lançou um alerta ao PT: “Se temos uma estratégia de substituição, nós não vamos ter a vida inteira para expor o (Fernando) Haddad”, disse. Haddad e o próprio Wagner são apontados como possíveis substitutos de Lula.

Operação investiga crimes contra administração pública no Daer

Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nesta terça-feira, investiga crimes contra a administração pública no Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). As fraudes teriam causado prejuízos ao erário de cerca de R$ 500 mil reais.São 85 policiais civis, inclusive agentes do Rio de Janeiro, com apoio de 28 viaturas, que estão cumprindo 15 mandados judiciais de busca e apreensão em Cachoeirinha, Passo Fundo, Porto Alegre, São Leopoldo e Rio de Janeiro/RJ. A ofensiva, chamada de Abecedário, tem o objetivo de apurar a existência de uma associação criminosa, crimes relacionados a licitações e contra a administração pública estadual.  São investigados crimes licitatórios e contra a administração pública, superfaturamento, associação criminosa e possível lavagem de dinheiro. Os alvos da operação são empresários do setor de tecnologia, como Michel Costa, que teve passagem pela prefeitura de Porto Alegre em 2017, o ex-diretor-geral do Daer Ricardo Moreira Nuñez e o ex-diretor de