Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2020

Entre o remédio e o veneno

Por Circe Cunha Aos poucos, o noticiário vai abrindo espaços para os efeitos trazidos pelo processo de quarentena sobre a economia. Não só no Brasil, mas em todo o mundo. Aos poucos também, a pandemia vai cedendo lugar às análises de economia. Na batalha final entre os gráficos da vida e da economia, a orientação das curvas prossegue ainda em sentidos contrários. À medida que sobem os índices de internados e mortos em decorrência da virose, decaem os números na economia, indicando aquilo que alguns temiam como uma premonição. Em algum ponto do tempo e espaço, a performance dessas linhas irá se cruzar mais uma vez. No primeiro cruzamento, a linha de infectados, que subia, interceptou a linha da economia que declinava. Num segundo momento essas linhas farão o caminho inverso, com o declínio no número de mortos e uma escalada nos índices econômicos, mas isso, preveem os mais otimistas, acontecerá somente a partir do final do segundo semestre de 2021. Até lá, o que se projeta é uma re

Brasil tem maior taxa de contágio por coronavírus do mundo, aponta estudo

O Brasil tem o maior número de reprodução de Covid-19 (doença provocada pelo coronavírus) entre 48 países analisados pelo Imperial College de Londres. O indicador, também chamado de R, mostra para quantas pessoas cada infectado transmite a doença. Quanto mais alto, maior a velocidade de transmissão, e maior o risco de uma possível sobrecarga no sistema de saúde. Na semana que começou nesta segunda (26), o R do Brasil era 2,81, ou seja, cada infectado transmite a doença para cerca de 3 pessoas, segundo as estimativas do centro de doenças infecciosas da universidade (MRC), um dos mais respeitados do mundo na análise de epidemias. Em vários países do mundo, governos têm considerado que as restrições de mobilidade só podem ser relaxadas sem risco para o sistema de saúde se o número de reprodução estiver abaixo de 1. Na Alemanha, considerada uma das nações mais bem-sucedidas no controle da doença, o número de reprodução calculado pelo MRC é 0,8 (com uma variação de 0,65 a 1,14). Ao lado d

Ministro do STF suspende nomeação de Alexandre Ramagem. Bolsonaro recua

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal. A decisão é liminar – ou seja, provisória – e foi tomada em ação movida pelo PDT. Ao suspender a nomeação, Moraes citou as alegações de Moro e afirmou que há indício de desvio de finalidade na escolha de Ramagem, "em inobservância aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público". O desvio de finalidade ocorre quando um ato do poder público não atende os princípios que deveria obedecer. O presidente Jair Bolsonaro, recuou de sua decisão em nomear o policial. Ele revogou no inicio da tarde desta quarta-feira, a nomeação.

Pesquisa indica que há um caso de coronavírus a cada 769 habitantes no RS

Os números da segunda etapa da pesquisa por amostragem para estimar o percentual da população do Rio Grande do Sul infectada pelo novo coronavírus estimam que o Estado tenha 15.066 pessoas com anticorpos – ou seja, que já tiveram contato com a Covid-19  – , equivalente a um infectado a cada 769 habitantes, taxa de 0,13%. Dos 4,5 mil testes aplicados entre os dias 25 e 27 de abril, seis testaram positivo. Na primeira fase da pesquisa, entre 11 e 13 de abril, dois casos deram positivo para a Covid-19, o que representa 0,05%. A estimativa, portanto, era de que existissem 5.650 pessoas contaminadas pelo coronavírus no Estado – um caso a cada 2 mil habitantes. As nove cidades onde foram realizadas as coletas – Caxias do Sul, Canoas, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Uruguaiana- representam 31% da população gaúcha, ou seja, 11,3 milhões de habitantes. O estudo reflete uma realidade do avanço da doença de duas semanas atrás. Com os resultados

Vamos ter um luto pela falta de consciência. Muitos vão se arrepender de não ter ficado em casa

Em tempos de pandemia de coronavírus, a pergunta “tudo bem?”, costumeira em um cumprimento, nunca foi tão retórica. Neste momento em que o mundo contabiliza, dia a dia, o crescente número de infectados e mortos em decorrência da doença, um terço da população mundial está em casa em quarentena e muito se fala em perdas econômicas adiante. Mas como você está lidando com a pandemia? A médica espanhola, Ana Cláudia Quintana Arantes, geriatra e especialista em cuidar de quem está muito próximo ao final da vida, prevê que a humanidade passará por três tipos de luto. Além do luto real, das perdas objetivas, ela acrescenta o luto antecipatório —a percepção de que a morte está chegando. “Além disso, vamos ter um luto pela falta de consciência. Muitas pessoas vão se arrepender de não ter tido cuidado antes e vão pensar 'eu poderia ter ficado em casa, poderia ter convencido as pessoas a ficarem em casa”, afirma. “Haverá arrependimento coletivo também”, afirma. Para a médica, que é autora d

Vacina para o coronavírus: Uma corrida contra o tempo e a solução que o Mundo anseia

O mundo anseia por respostas, tratamentos eficazes e mais do que tudo, por uma vacina. Uma vacina contra o coronavírus que permita que a sociedade volte ao normal ou, pelo menos, a um novo normal. O vírus continua a espalhar-se a um ritmo veloz, mesmo com todas as medidas restritivas que os países foram impondo à população, e assim continuará devido à vulnerabilidade da população ao vírus. A vacina irá 'treinar' o sistema imunitário das pessoas para que, uma vez em contacto com a doença, saibam combatê-la e assim não ficarem doentes. Isto permitirá que a sociedade possa retomar mais facilmente à normalidade e tornar o distanciamento social mais flexível. Por essa razão, cerca de 80 grupos de investigadores em todo o mundo lutam contra o tempo para encontrar a vacina mais eficaz e segura para combater o coronavírus. Algumas destas investigações já estão a entrar em fase de ensaio clínico. O primeiro ensaio clínico em humanos foi anunciado em março por cientistas de Seattle, no

Os EUA superam 1 milhão de casos conhecidos de coronavírus.

Nesta terça-feira, os Estados Unidos superaram um milhão de casos conhecidos de coronavírus, mostrando como um surto que começou com um pequeno número de casos em janeiro explodiu em uma crise nacional. O dado foi mais um sinal de como o vírus revirou a vida nos Estados Unidos, tirando vidas, destruindo famílias , se espalhando, forçando empresas e escolas a fechar e causando mais do que a perda de 26 milhões de pessoas. empregos nas últimas cinco semanas. Na Casa Branca, Trump foi questionado sobre o que disse em fevereiro de que o número de casos nos Estados Unidos diminuiria para “ próximo de zero.”Ele respondeu:“ No final das contas, o valor será zero ”e descreveu o alto número de casos confirmados como resultado do aumento dos testes. O verdadeiro número de infecções é muito maior. O número de um milhão não inclui milhares de americanos que contraíram o vírus, mas não foram testados, porque não apresentaram sintomas ou por causa de uma persistente escassez de testes nacionais. A

28 de abril, o pior dia no Brasil de contágio do cornovírus

Com 474 mortes confirmadas nas últimas 24 horas, o Brasil chegou ao total de 5.017 e ultrapassou, nesta terça-feira (28), o número registrado de óbitos por covid-19 na China. Segundo as estatísticas oficiais, 4.643 pessoas foram mortas pelo coronavírus no país asiático, que foi o primeiro epicentro mundial da pandemia. Também é o maior número de óbitos confirmados em um só dia pelo Ministério da Saúde — o recorde anterior foi de 407, no dia 23 de abril. O boletim diário do Ministério da Saúde aponta 71.886 infectados, sendo 5.385 casos novos nas últimas 24 horas. A taxa de letalidade é de 7%. O Ministério da Saúde também divulgou que 34.325 casos estão em acompanhamento e 32.544 pessoas estão recuperadas do coronavírus, um total de 45% dos infectados até agora. Os infectados chegam a 71.886 no país. No RS, cidades como como Passo Fundo, Lajeado e Marau registram alta nos casos e coloca pressão sobre a rede de atendimento hospitalar. Pelos dados disponíveis, das cinco cidades com ma

Maior grupo empresarial da serra anuncia programa de demissão

O maior grupo empresarial da Serra, o Grupo Randon, anunciou nestes segunda-feira, 27,  a redução e suspensão de jornada conforme convenção coletiva assinada na semana passada com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos da região.  Também foi lançada um programa de  demissão voluntária que inclui benefícios para quem deseja se desligar, como um salário a mais, plano de saúde por seis meses, vale-rancho, entre outros pontos. Neste primeiro momento, as medidas só valem para as empresas de Caxias do grupo. Após férias coletivas, as empresas Randon retomaram as atividades em Caxias do Sul no último dia 13 com seu quadro parcial de colaboradores. O setor metalmecânico é um dos principais segmentos econômicos da região, e também um dos mais afetados pela crise. Segue nota oficial na íntegra enviada pela empresa: Nos últimos meses, em razão da pandemia de Covid-19, as Empresas Randon vêm adotando diversas medidas para proteger a saúde dos seus colaboradores e familiares,

Bolsonaro nomeia André Mendonça como novo ministro da Justiça

O governo anunciou na madrugada desta terça-feira, André Mendonça, de 47 anos, como o novo ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil. A nomeação do até então advogado-geral da União foi publicada no Diário Oficial da União. A decisão foi tomada depois de reunião do presidente Jair Bolsonaro com o então chefe da AGU e com o ministro Jorge Oliveira (Secretaria Geral da Presidência). O nome mais cotado anteriormente para a vaga era o do ministro Jorge Oliveira, mas Bolsonaro vinha sendo criticado por escolher alguém íntimo da família para o ministério da Justiça. Não é o caso de Mendonça. Embora ele não tenha trabalhado com a família do presidente antes, como Oliveira, o ex-advogado geral da União conta com a confiança de Bolsonaro. O presidente já citou André Mendonça como um bom nome para o Supremo Tribunal Federal e mencionou como um dos predicados o fato de o ministro ser evangélico.

O comércio pediu, a indústria pediu, muitos pediram, os prefeitos liberaram e poucos fazem sua parte

A Serra teve grande crescimento de casos de coronavírus neste fim de semana. Carlos Barbosa e Farroupilha, por exemplo, tiveram cada um, seis novos infectados pelo coronavírus. Bento Gonçalves teve outros cinco. A região contabiliza três mortes por covid-19. Nesta segunda-feira, somente em Bento Gonçalves, sete novos casos foram confirmados e chega a 51 o número de infectados. Em Garibaldi, em menos de 5 dias, 12 casos já foram confirmados. O Estado contabiliza 42 mortes por covid-19. Uma incidência fatal de 3,4% em comparação com as 1.228 contaminações confirmadas até o momento. Os prefeitos foram duramente cobrados para flexibilizarem as regras de isolamento. Poucos conseguiram rapidamente preparar suas estruturas de saúde para um enfrentamento ainda maior à pandemia. Mas a população tá muito longe de fazer sua parte. Impedir grande propagação do vírus é atitude pessoal. Não é decreto, não é lei, não é multa que vai resolver. É preciso que cada um faça sua parte. São deze

Os tentáculos da Hidra de Lerna brasileira

Por Angelo Castello Branco  Conta-nos a Mitologia que a Hidra de Lerna era um bicho difícil de se entender. Tinha muitas cabeças em forma de serpentes. Quando cortavam uma, outras duas surgiam no seu lugar e ele ficava mais perigoso. Com sabedoria e perseverança, Hércules derrotou o monstro e o cadastrou nos arquivos de suas memoráveis façanhas. Dizem os gregos, e quem somos nós para duvidar. Para se entender o governo de Bolsonaro há que se decifrar não apenas uma, mas quatro cabeças. A dele e a de seus três filhos políticos. Desde que assumiu a presidência da República, o chefe da nação viu-se envolvido em repetidas crises e, em todas elas, lá estavam os tentáculos da hidra brasileira. Decifrar tudo isso é tarefa de algoritmos. Parece que as cabeças são reagentes a espécies que, de uma forma ou de outra, possam ganhar notoriedade na convivência com o poder. Porém, não há provas científicas que comprovem essa tese. O Brasil não acabou. Sem Sérgio Moro e sem Henrique Mandetta

Alexandre Ramagem é o novo chefe da PF

O diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, foi confirmado para o comando da Polícia Federal, neste domingo. Ele chega para substituir Maurício Valeixo, exonerado por Jair Bolsonaro na sexta (24), o que causou mais instabilidade no governo. A decisão de Bolsonaro foi o estopim para que Moro desembarcasse de sua gestão, uma vez que Valeixo era nome de confiança do ex-juiz. Alexandre Ramagem Rodrigues é muito próximo de Carlos Bolsonaro, o filho "02" de Jair e apontado como maior responsável por sua ascensão no governo.

Maior grupo de comunicação do RS começa a demitir

Por conta da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus,o Grupo RBS está adotando medidas econômicas e realizando readequações em seu quadro de funcionários, uma vez que os investimentos de publicidade caíram bruscamente neste período e pouco ainda se sabe dos próximos meses. Nesta sexta-feira, pelo menos 20 colaboradores do grupo foram demitidos. Entre eles, estão profissionais com vários anos de casa e de destaque em suas áreas, como Guacira Merlin, repórter da RBS TV; Felipe Daroit, da rádio Gaúcha; Iotti, cartunista de Zero Hora e Pioneiro; José Luís Costa, integrante do Grupo de Investigação (GDI), de ZH; Rafael Cechin, editor-chefe de Esportes da rádio Gaúcha; Flávia Requião, colunista social de GaúchaZH; Márcio Chagas, comentarista esportivo da RBS TV; Tadeu Vilani, fotógrafo de ZH; e Rosane Tremea, editora e colunista de ZH. ( Fonte: Coletivanet).

Setor calçadista já pratica demissões em massa

Atingida por um recente incêndio e pela pandemia do coronavírus, a fábrica de calçados da Beira-Rio, em Mato Leitão, no Vale do Rio Pardo, decidiu demitir 1,5 mil funcionários. Os trabalhadores irão realizar o encaminhamento dos processos rescisórios nos próximos dias. A Usaflex, com sede em Igrejinha, demitiu cerca 180 funcionários na unidade de Dois Irmãos, na Encosta da Serra. Já a Luz da Lua demitiu 92 funcionários na sua unidade de Presidente Lucena, também na Encosta da Serra. A Paquetá fechou a sua fábrica em Teutônia, no Vale do Taquari. Segundo a fabricante e varejista do setor de calçados, a produção do local foi redirecionada para outras unidades para redução de custos. A empresa já enfrentava uma crise financeira há alguns anos, pediu recuperação judicial em 2019 e, agora, enfrenta, como o restante do setor, os impactos da pandemia na economia. São 500 funcionários que devem ser demitidos, a imprensa chegou a noticia 1,5 mil, destes 130 já cumpriam aviso prévio desde març

Prudente, direção da Expobento decide transferir evento

A 30ª ExpoBento e 17ª Fenavinho tiveram suas datas transferidas para o terceiro trimestre de 2020. A informação foi divulgada pelo Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), através de um comunicado oficial. Os dois eventos seriam realizados em Junho. COMUNICADO OFICIAL Comprometido em contribuir ativamente com o desenvolvimento de Bento Gonçalves, desde 1990 o Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG) assina anualmente a promoção da ExpoBento, maior feira multissetorial de compras e entretenimento do país, e recentemente assumiu, também, a realização da Festa Nacional do Vinho – Fenavinho – emblemática para o município e fomentadora de toda região. Ambos eventos têm, comprovadamente, extrema relevância para a comunidade e região, contribuindo de forma determinante com a movimentação da economia, sendo peças-chaves na promoção de negócios, geração de emprego, renda e propulsores do turismo regional. Ciente dessa representatividade, e respeitando a

Aumenta a preocupação em Garibaldi com possível contaminação de trabalhadores de frigoríficos

O foco de coronavírus entre trabalhadores do frigorífico da JBS na unidade de Passo Fundo, também pode estar acontecendo na unidade de Garibaldi. Em Passo Fundo, a JBS sofreu interdição total nesta sexta-feira (24). 19 trabalhadores já testaram positivo. Mas a situação é muito mais grave. Conforme levantamento do Ministério Público do Trabalho (MPT), grupos de funcionários testaram positivo também em dois frigoríficos de Lajeado, o Minuano e a BRF. O MPT também confirmou que houve detecção de casos positivos em unidades de Garibaldi, Marau e Serafina Corrêa. Em Garibaldi os dados não são confirmados pelas empresas, mas especula-se que há cerca de 100 trabalhadores infectados em pelo menos três indústrias. O município tem forte concentração de frigoríficos. Nesta sexta, uma morte de um trabalhador por coronavírus foi confirmada. O risco de contaminação nos frigoríficos é alto. Em ambiente normal de temperatura, o vírus perderia sua viabilidade. Num ambiente de frigorífico, com tr

Aqui alguns números mais recentes da pandemia em partes do mundo

Na Itália, desde o início da epidemia de Coronavírus, pelo menos 192.994 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 (3.370 a mais que no dia anterior, com um crescimento de 1,8%). Destes, 25.969 morreram ( aqui está o último boletim de Proteção Civil ). Segundo os dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins, existem mais de 2,7 milhões de casos em todo o mundo, com mais de 191 mil mortes. Na Itália 60.498 se recuperaram do vírus. Em 11 regiões a contágio está diminuindo - Emília Romanha, Vêneto, Toscana, Ligúria Campânia, Apúlia, Abruzzo, Úmbria, Sardenha, Calábria e Vale de Aosta - e nas províncias autônomas de Trento e Bolzano. Além disso, em Basilicata não há novos casos. No entanto, ainda existem na Lombardia, com 495 novos pacientes mais do que ontem, e no Piemonte, com 239 mais. O número de mortes por coronavírus nos Estados Unidos supera 50.000 mortes. Os EUA são cada vez mais o epicentro da pandemia que pode chegar a um milhão de casos de infecção. Atualmente, existem ma

Vitimismo, perseguição e indiferença aos pedido pessoais. As justificativas de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, num pronunciamento de cerca de 45 min à imprensa, no final da tarde desta sexta-feira, mais uma vez adotou a estratégia do vitimismo e da perseguição. Disse que optou por trocar diretores da PF porque, segundo ele, seus pedidos pessoais quanto a investigação de fatos relativos a pessoa do presidente não estavam sendo considerados como importantes pelos delegados. Afirmou que gostaria de ver atitudes mais firmes da Polícia Federal nas investigações sobre a facada desferida por Adelio Bispo, na campanha eleitoral de 2018, além do inquérito sobre o porteiro que insinuou o envolvimento do presidente no Caso Marielle. "Sugerir a troca de dois superintendentes entre 27. O do Rio, a questão do porteiro, a questão do meu filho 04, Renan, que agora tem 20, 21 anos de idade. Quando no clamor da questão do porteiro do caso Adélio, que os dois ex-policiais teriam ido falado comigo, também apareceu que meu filho 04 teria namorado a filha desse ex-sargento ",

O pedido de demissão do Ministro Moro representa fim do moralismo pregado por Bolsonaro

O fato é grave. As declarações de Moro suscitam que o jogo político e tudo aquilo que ele defendeu e teve como garantias do presidente Bolsonaro que não seriam mais aceitas na república se foram. Estão perdidas, e o mecanismo volta a funcionar. Pelo menos 7 crimes o presidente já teria cometido. Moro tem provas documentais, diz a imprensa. Bolsonaro disse que vai se pronunciar e restabelecer a verdade. Não tem como. Ficará sempre a suspeição, até a apuração final dos fatos. “Busquei ao máximo evitar que isso acontecesse, mas foi inevitável”, lamentou o ministro, por fazer o anúncio de sua demissão em meio à pandemia da Covid-19. “Não foi por minha opção”. O pedido de demissão de Moro ocorreu depois de o presidente exonerar o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, do cargo. A Polícia Federal faz parte da estrutura do Ministério da Justiça, pasta que Moro ocupava. “O grande problema dessa troca é uma violação da promessa que me foi feita”, afirmou Moro. “Isso não aconte

Teich prepara diretriz para reduzir isolamento e nega 'crescimento explosivo' da COVID-19. Tem coisas que não batem.

Tem afirmações que não se sustentam. O ministro da saúde Nelson Teich , em sua primeira entrevista coletiva, claramente adotando um alinhamento no discurso imposto por Bolsonaro e sua ala militar, disse que não há um "crescimento explosivo" de casos da COVID-19 no país, o que justificaria um relaxamento nas normas de confinamento. Na segunda-feira, 20, foram registradas 113 mortes e 1927 novos casos de Covid-19 no Brasil. No dia seguinte, houve 166 mortes e 2.498 mortos. Estados como São Paulo, Amazonas, Pará, Ceará estão com dificuldade para atender os pacientes. Em Manaus o caos já está instalado. O número de mortos triplica a cada dia. Em outros estados, sobretudo na região nordeste os casos continuam aparecendo. O presidente Bolsonaro disse que 70% da população será infectada. A possível subnotificação de casos e mortes devido à ausência de testes em massa no país pode comprometer a análise da curva de crescimento. Autoridades da saúde reiteradamente afirmam

Bolsonaro manda ministros prepararem o plano Pró Brasil, pós-pandemia

Na reunião desta quarta-feira (22) entre o presidente Jair Bolsonaro, o vice Hamilton Mourão, ministros e presidentes de bancos públicos, a Casa Civil montou um grupo de trabalho para elaborar o programa Pró-Brasil, o plano de retomada econômica que está sendo desenhado em resposta à pandemia da Covid-19. O objetivo é coordenar ações de vários ministérios para retomada da economia após as medidas de isolamento social e reduzir os impactos sociais na população. A gestão será do ministro da Casa Civil, Braga Netto. Detalhes do plano serão apresentados pelo grupo coordenado pelo ministro. O grupo vai ouvir e agregar propostas de vários setores. Dentro do governo, as pastas de Desenvolvimento Regional, Infraestrutura, Economia, Ciência e Tecnologia já têm propostas. A proposta é importante. O planejamento pós-pandemia é fundamental. Como o governo fará isso? Que tipo de medidas serão adotadas para a retomada da economia? São algumas perguntas que certamente serão respondidas quando da

Grupo Feltrin confirma Drive Thru da marca Bob’s para Farroupilha

Nem mesmo a possível crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus afastou os planos do Grupo Feltrin de Farroupilha em seus projetos de expansão da rede de fast food Bob's. O empreendedor Fabiano Feltrin confirma que o primeiro Drive Thru da marca Bob’s no Rio Grande do Sul sairá do papel e instalado em Farroupilha. A meta é abrir no ano que vem. As obras estão previstas para começar em julho deste ano e a estreia projetada para o primeiro trimestre de 2021.

Brasil tem 23 mil pacientes recuperados. Todas as homenagens aos médicos

v O Ministério da Saúde confirmou mais 166 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas e, com isso, subiu para 2.741 o total de óbitos por covid-19 no Brasil, até esta terça-feira. Número de infectados chega a 43.079, e o índice de letalidade da doença no país é de 6,4%. Mas 23 mil pessoas já form curadas. São 643 mil no mundo. A taxa de curados no Brasil é muito superior aos índices globais, mas semelhante à da Suíça, que tem um número de casos de Covid-19 semelhante ao nosso. No mundo, por exemplo, a porcentagem de pessoas curadas é de apenas 25%. Nos Estados Unidos é de 8,1%; na Espanha são 39,8%; na Itália são 23% e na Suíça, 58,5%, de acordo com informações da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Todas as homenagens aos milhares de trabalhadores da saúde, médicos, enfermeiros, profissionais, enfim, são heróis da vida real.

Manaus vive o caos. O exemplo que ninguém deseja enfrentar

Sistema de saúde em total colapso. Enterros triplicam. É como ir para a guerra sem nenhuma arma, dizem os médicos. O Estado tem a pior concentração de casos confirmados do Brasil: 323,7 a cada milhão de habitantes (quase o triplo da média nacional: 111/milhão). 2270 casos confirmados e 193 mortes. Balanço oficial das autoridades de Saúde do Amazonas registrou 110 casos novos e oito mortes nas últimas 24 horas; há 43 óbitos em investigação Além de hospitais superlotados e falta de equipamentos, profissionais denunciam escassez de exames, salários atrasados e riscos enfrentados por médicos e enfermeiros. Sempre houve déficit no Amazonas, sempre faltou vaga. Mas com a pandemia, o caos se instalou definitivamente, e a perda de vidas humanas é inconcebível e apavorante. Imagens circulam nas redes sociais dos sepultamentos em série no cemitério Parque Tarumã, zona oeste de Manaus. Os fatos em Manaus e no Amazonas são alertas para aqueles que ainda consideram que o distanciamento socia

Bento avança e prepara mais uma nova estrutura na saúde para combate a pandemia

Para enfrentar os meses mais duros de combate ao Coronavirus, a prefeitura de Bento Gonçalves, com o apoio de centenas de voluntários e com recursos doados por vários cidadãos e empresas, irá entregar nesta semana uma nova unidade de leitos hospitalares localizados junto a UPA. Serão 40 leitos para isolamento, capaz de atender, talvez o maior período de crise da pandemia. O sistema de saúde de Bento tem se estruturado de forma rápida e eficiente para atender os casos, e tem conseguido manter sob controle a pandemia sem risco de caos na saúde. Autoridades de saúde tem reiteradamente afirmado que o piores meses de circulação do vírus ainda esta por vir. Será em junho e julho, muito agravado ainda, pelo rigoroso inverno da região sul. Um estudo publicado na semana passada por pesquisadores da Universidade Harvard (EUA), por exemplo, estimou que medidas intermitentes de isolamento social podem ser necessárias até 2022, como forma de frear novas ondas epidêmicas. A infectologista Lessan

Governador do RS anuncia plano para adoção do distanciamento controlado

Um plano muito bem estruturado, concebido com as melhores técnicas de planejamento e estratégia, foi apresentado nesta terça-feira, pelo governador do RS, Eduardo Leite em transmissão ao vivo pelo facebook. O governo do RS trabalha com a perspectiva , a partir de maio, no chamado distanciamento controlado. O Estado será dividido em sete regiões, que serão classificadas por quatro bandeiras, conforme o risco de transmissão do vírus e a capacidade de resposta do sistema da saúde local. Bandeira verde significará risco baixo. Bandeira vermelha, risco alto. Também haverá bandeiras amarelas e laranja. Além disso, será feita uma classificação setorial. Dentro de cada segmento será avaliado o risco de transmissão e a relevância econômica. Cada setor terá definição em risco baixo, médio e alto. Isso será levado em conta para a liberação de atividades. Segundo Leite, será feita uma combinação da classificação por região com a classificação por setor. Em bandeira regional vermelha, por exemp

Levantamento da Movergs aponta perda de 80% no faturamento das moveleiras em março e abril

A Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs) realizou um levantamento com algumas das principais indústrias de móveis do Estado e constatou que 83% retornaram às atividades. No principal polo moveleiro gaúcho, Bento Gonçalves, as atividades foram restabelecidas nesta segunda-feira, 13 de abril. O presidente da Movergs, Rogério Francio, destaca que a entidade não está medindo esforços para articular medidas, junto ao Governo do Estado e prefeituras, em benefício do setor moveleiro gaúcho. “No dia 19 de março enviamos ofício ao governador Eduardo Leite solicitando o adiamento do pagamento do ICMS e no dia 24 de março encaminhamos aos senadores de deputados federais gaúchos uma série de sugestões que consideramos fundamentais para o mantimento das atividades”. Das empresas associadas entrevistadas, a estimativa é que os meses de março e abril gerarão perdas que podem atingir 80% do faturamento das indústrias. Quanto a possíveis perdas para maio, a incer

Pela radicalização da democracia

O domingo foi marcado por carreatas pelo país que pedem fim do distanciamento social, intervenção militar e novo AI-5. Ora, qualquer brasileiro medianamente informado sobre a história deveria, no entanto, saber que, com todos os seus defeitos, ninguém ainda encontrou uma fórmula melhor do que a democracia para que uma sociedade viva em harmonia no tocante a suas liberdades e direitos. Intervenção militar mais do que um retrocesso significa ameaça a tudo que se conquistou até agora. Triste nação que tem como instituição mais expressiva o Exército e cuja segurança e tranquilidade repousam nas Forças Armadas. Esta incumbência é da alçada do conjunto da sociedade, cabe aos governantes indicados pelo povo.    Ainda que a democracia brasileira tenha muito que se fortalecer a intervenção tem que vir pelo voto. Não é compreensível se desejar a volta de um período marcado pelo assassinato dos opositores do regime. Aliás, foi no regime militar que se aprofundou a corrupção ainda tão presen

Guedes: "Nunca vi ninguém demorar tanto para usar um cheque em branco"

O Chefe da Economia, o ministro Paulo Guedes andava irado com a lentidão do colega Luiz Henrique Mandetta, agora fora do governo, em gastar os bilhões liberados para financiar a ajuda a estados e municípios e para equipar o SUS de modo a combater o coronavírus. Na visão de Guedes, com dinheiro todo problema fica menor. Só na pasta de Mandetta, porém, é que os bilhões não reduziam em nada a crise. Guedes, segundo desabafou no Planalto, nunca viu alguém “demorar tanto para usar um cheque em branco”. ( Veja).

Pobreza no Brasil faz da quarentena uma tendência dos ricos e famosos

Por Luiz Felipe Pondé Um dos sintomas do coronavírus é o oportunismo do horror, outro é achar que humanidade vai mudar após a peste A quarentena virou tendência de comportamento. O chique é estar de quarentena brincando de aspirador de pó, conversando com plantas, cozinhando brócolis, fazendo ioga e lendo russos. Não fazer quarentena é coisa de pobre, bolsonarista, ignorante e fumante. De repente, o chique é posar de igualdade social. Imitar as empregadas enquanto faz live. Peste "instagramworthy" (peste que vale uma live). É claro que isso passa ao largo do desespero real e vira uma espécie de gourmetização da peste, criando algo como um surto psicodélico em escala social. De onde esse povo inteligente tirou a ideia de que o mundo vai mudar depois da peste? A primeira prova de que não vai mudar nada é que os inteligentinhos coronials já estão em ação. Nunca vi tanto self-marketing se vendendo como se fora amor à vida. E disseram que o mundo não ia voltar ao normal? Já

Termina o ciclo: Bolsonaro demite Mandetta

O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta quinta-feira, o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta. A decisão, comunicada em reunião no Palácio do Planalto, era esperada. O substituto será o oncologista Nelson Teich, que se reuniu com Bolsonaro na manhã desta quinta, em Brasília. No encontro, o médico apresentou propostas de enfrentamento à COVID-19 no país. No pronunciamento, o médico afirmou que não haverá definição brusca sobre distanciamento. "Não vai haver qualquer definição brusca ou radical do que vai acontecer​. O que é fundamental hoje? Que a gente tenha informação cada vez maior sobre o que acontece com as pessoas, com cada ação que é tomada", disse Teich. "Tudo aqui vai ser tratado de uma forma técnica e científica." Pelo Twitter, Mandetta anunciou a demissão. "Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé

Prefeitos da Serra mandam abrir o comércio

Mesmo com o novo decreto do governo do Estado mantendo o fechamento do comércio na Região Metropolitana da Serra Gaúcha, os prefeitos de algumas cidades já autorizaram om retorno das atividades do comércio, alem de flexibilizarem outras restrições. A decisão ocorreu após uma conferência entre o governador, Eduardo Leite, e os prefeitos de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, e Caxias do Sul, Flavio Cassina. O governador permitiu a abertura do comércio na Serra, sendo que os municípios se comprometeram em retomar de forma responsável e gradual. Os prefeitos da região terão que apresentar ofícios ao governo do Estado, se comprometendo com as medidas. Os documentos já foram enviados ao Piratini. NO inicio da tarde, o Governador  A liderança do prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin ( Progressistas), foi determinante para que o Governador aceitasse a flexibilização. REGRAS PARA O COMÉRCIO DE BENTO GONÇALVES COMÉRCIO - Entrada de clientes proporcional ao número de atendentes em